MERCADO E CIAMILHONOTÍCIAS – FECHAMENTO DO MERCADO – Adiamento de liberação de milho transgênico dos EUA dá novo fôlego ao mercado

Decisão sobre autorização para entrada do cereal americano deve ficar para novembro, dando chance para novas altas no mercado físico brasileiro

 

O mercado de milho permanece continua travado. A notícia que pode alterar o mercado nos próximos dias passa diretamente pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio). A discussão sobre a liberação de variedades transgênicas do cereal dos Estados Unidos não entrou em pauta no encontro de outubro. Caso não ocorra uma reunião extraordinária, a decisão vai ficar apenas para o início de novembro, abrindo uma janela de negócios para o agricultor.
No exterior, a Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) para o milho fechou em baixa. Após subir por três sessões consecutivas, o mercado foi pressionado pela ampla oferta global do cereal, informa a consultoria Safras & Mercado. Parte dos investidores também realizou lucros, após atingir o melhor patamar em mais de dois meses ontem.
Milho na Bolsa de Chicago (CBOT) (US$ por bushel)
Dezembro/16: 3,47 (-0,50 centavos)
Maio/17: 3,64 (-0,75 centavos)
Milho no mercado físico (R$ por saca de 60 kg)
Rio Grande do Sul: 50,00
Paraná: 38,00
Campinas (SP): 45,00
Mato Grosso: 30,00
Porto de Santos (SP): 35,00
Porto de Paranaguá (PR): 34,00
Soja
O mercado brasileiro de soja teve um dia de poucos negócios e de preços em baixa. A Safras & Mercado relata registro de negócios de pequenos volumes no disponível do Rio Grande do Sul e de Minas Gerais.
Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam em baixa. A perspectiva de uma safra recorde a ser colhida nos EUA – ainda maior do que o previsto inicialmente – manteve o mercado sob pressão, apesar de uma moderada reação registrada no início do dia.
Soja na Bolsa de Chicago (CBOT) (US$ por bushel)
Novembro/16: 9,56 (-6,75 centavos)
Maio/17: 9,76 (-5,50 centavos)
Soja no mercado físico (R$ por saca de 60 kg)
Passo Fundo (RS): 75,50
Cascavel (PR): 76,00
Rondonópolis (MT): 76,50
Dourados (MS): 74,00
Porto de Paranaguá (PR): 77,00
Porto de Rio Grande (RS): 77,00
Café

O mercado físico brasileiro de café teve uma quarta-feira de preços pouco alterados nesta quarta-feira. A alta do arábica em Nova York deu sustentação aos preços, enquanto a queda do dólar pressionou.
Café arábica em Nova York (centavos por libra-peso)
Dezembro/16: 148,20 (+0,75 pontos)
Maio/17: 153,50 (+0,75 pontos)
Café no mercado físico (R$ por saca de 60 kg)
Arábica/bebida boa – Sul de MG: 515-520
Arábica/bebida boa – Cerrado de MG: 510-515
Arábica/rio tipo 7 – Zona da Mata de MG: 410-415
Conilon/tipo 7 – Vitória (ES): 450-455
Dólar e Bovespa
O dólar caiu 1,10%, cotado em R$ 3,219. Já o índice Bovespa subiu 1,54%, aos 60.254 pontos.

  • Rikardy Tooge, com informações de Safras & Mercado
  • Fonte : Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *