Mercado de soja está cada dia mais lento, diz Cepea

Produtores estão atentos ao desenvolvimento das lavouras da safra nova

agricultura_soja (Foto: Ernesto de Souza/Ed. Globo)
Com maior atenção dos produtores ao desenvolvimento da safra nova, mercado de soja está cada dia mais lento (Foto: Ernesto de Souza/Ed. Globo)

Com a aproximação do final de ano, as negociações envolvendo a soja vêm se desacelerando a cada dia. A informação foi divulga nesta segunda-feira (16/12) pelo Centro de estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

O indicador que serve de referência para o mercado futuro brasileiro, com base no Porto de Paranaguá (PR) se mantém estável a R$ 77,25 por saca de 60 quilos. Em dólar, moeda do contrato, a cotação na última sexta-feira (13/12) foi de US$ 33,08 por saca.

O indicador do Cepea para o mercado físico de soja, com base no estado do Paraná, registra neste mês uma desvalorização de 3,11%. Na última sexta-feira (13/12), fechou em R$ 73,28 por saca.

Safra nova

De acordo com os pesquisadores, o mercado está mais lento porque os agricultores têm dado mais atenção ao desesnvolvimento da lavoura para a safra 2013/2014. A projeção da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) é de que a colheita chega e 90,025 milhões de toneladas.

Na nota divulgada nesta segunda-feira, os pesquisadores do Cepea destacam que as chuvas, de uma forma geral foram irregulares, influenciando na ocorrência de pragas, como a helicoverpa, e doenças, como a ferrugem. No entanto, a informação é de que há controle.

"As pragas e fungos foram controlados, visto que foram identificadas no início dos trabalhos de campo. No geral, as lavouras brasileiras estão em fase de desenvolvimento vegetativo e produtores indicam boa qualidade do grão", informou o Cepea.

Fonte:  Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *