MERCADO – As notícias que você precisa saber agora para começar bem a segunda-feira

Milho, soja e café sobem no mercado futuro dos EUA com investidores de olho em questões climáticas e demanda global

Por Felipe Leon, com informações de agências de notícias

  • Boi: carne cai no atacado; Safras vê migração do consumidor para o frango

  • Milho: forte demanda eleva preços em Chicago

  • Soja: alta no exterior compensa queda do dólar

  • Café: indicador do Cepea supera R$ 600 por saca pela primeira vez desde setembro

  • No Exterior: Reino Unido pode começar vacinação nos próximos dias

  • No Brasil: resultado do PIB do terceiro trimestre é destaque da agenda da semana

Agenda:
  • Brasil: Boletim Focus (Banco Central)

  • EUA: inspeções de exportação semanal dos EUA (USDA)

  • EUA: condições das lavouras norte-americanas (USDA)

Boi: carne cai no atacado; Safras vê migração do consumidor para o frango

Apesar de terminar a semana passada com preços estáveis para a arroba no mercado físico, algumas consultorias observaram uma inesperada queda das cotações da carne bovina no atacado. Esse é um movimento atípico em virtude da entrada do décimo terceiro e do final de semana. De acordo com a Safras & Mercado, o corte traseiro recuou de R$ 20,80 para R$ 20 o quilo, enquanto o dianteiro foi de R$ 16,30 para R$ 16.

O analista da consultoria Fernando Iglesias observa que isso pode ser um sintoma de saturação do consumidor final em relação aos reajustes sucessivos na carne bovina. Com isso, ele avalia que a carne de frango segue como grande preferência e pode ser objeto de migração do consumo final.

Milho: forte demanda eleva preços em Chicago

A forte demanda pelo milho norte-americano sustenta uma nova rodada de altas do cereal na Bolsa de Chicago. O contrato para março de 2021, o mais líquido atualmente, opera acima de US$ 4,35 por bushel na abertura desta semana, um dos mais altos patamares para o primeiro futuro desde julho do ano passado.

Na sexta-feira, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou vendas líquidas de milho em número maior que o esperado pelo mercado, sendo que o México foi o maior comprador com praticamente um terço das compras. No Brasil, o encerramento da semana foi marcado por preços pouco alterados.

Soja: alta no exterior compensa queda do dólar

Os contratos futuros de soja nos EUA voltaram do feriado de Ação de Graças em alta se sustentando em notícias climáticas que trazem incerteza para as safras da América do Sul. O vencimento segue buscando romper o patamar de US$ 12 por bushel, algo que não acontece desde junho de 2016.

No Brasil, a queda do dólar que tem pressionado as cotações no mercado físico e nos portos foi compensada pela alta no exterior. Com isso, os preços ficaram estáveis nos poucos negócios que ainda são fechados no país.

Café: indicador do Cepea supera R$ 600 por saca pela primeira vez desde setembro

O indicador do café arábica do Cepea superou os R$ 600 pela primeira vez desde o início de setembro. A última vez que as cotações alcançaram esse patamar foi no dia 8 de setembro. Os preços tiveram uma alta diária superior a 5% e passaram de R$ 578,52 para R$ 607,73 por saca.

A alta foi influenciada pela expressiva elevação do arábica na Bolsa de Nova York. O vencimento para março de 2021 fechou com valorização superior a 6% e superou US$ 1,24 por libra-peso. O mercado monitora o clima seco no Brasil e também uma retomada mais consistente da demanda com o início da distribuição de vacinas contra o coronavírus nos EUA e na Europa.

No Exterior: Reino Unido pode começar vacinação nos próximos dias

De acordo com informações do jornal Financial Times, o Reino Unido pode se tornar o primeiro país ocidental a aprovar uma vacina para a Covid-19. A agência regulatória do país deve autorizar a vacina desenvolvida pela Pfizer em parceria com a BioNTech nos próximos dias. O governo afirmou que pretende iniciar a distribuição horas após a liberação. A expectativa é que as primeiras doses sejam aplicadas no dia 7 de dezembro.

No Brasil: resultado do PIB do terceiro trimestre é destaque da agenda da semana

A divulgação do PIB do terceiro trimestre pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na quinta-feira, 3, é o destaque da agenda econômica nesta semana. A expectativa é de forte recuperação da atividade no Brasil após o segundo trimestre ter ficado bastante negativo em virtude da pandemia.

Nesta semana, o mercado também monitora a dinâmica política em relação à sucessão nas presidências da Câmara e do Senado. Apesar de a Constituição proibir a recondução do cargo dos presidentes em uma mesma legislatura, o Supremo Tribunal Federal (STF) pode liberar a reeleição nesta sexta-feira.

Fonte : Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *