MERCADO – As notícias que você precisa saber agora para começar bem a segunda-feira

Mercado de reposição renova recordes nos indicadores do Cepea. Vacinas contra o coronavírus podem começar a ser distribuídas em dezembro nos EUA

Arroba do boi gordo se estabiliza após quedas, mas reposição renova recordes

  • Mercado do milho segue lento e preocupado com questão climática
  • Saca de soja cai novamente no Rio Grande do Sul e se recupera em Goiás
  • Realização de lucros em Nova York gera baixas no preço do café no Brasil
  • No exterior: vacinas podem começar a serem distribuídas nos EUA em dezembro
  • No Brasil: agenda da semana tem inflação e desemprego como destaques
Agenda:
  • Brasil: boletim Focus (Banco Central)
  • EUA: inspeções de exportação semanal (USDA)
  • EUA: condições das lavouras norte-americanas (USDA)
Arroba do gordo se estabiliza após quedas, mas reposição renova recordes

Após as quedas dos últimos dias, a arroba do boi gordo se estabilizou tanto no mercado físico quanto no futuro. Porém, no mesmo período, o mercado de reposição ignorou a pressão e seguiu renovando recordes. Os indicadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), com base em Mato Grosso do Sul e São Paulo, registraram novas máximas históricas.

O indicador do boi gordo do Cepea passou de R$ 287,65 para R$ 287,05 por arroba, e o contrato para dezembro passou de R$ 274,70 para R$ 274,10.

Já os indicadores do bezerro tiveram mais um dia de alta. Em Mato Grosso do Sul, a cotação passou de R$ 2474,72 para R$ 2.478,14 por cabeça e em São Paulo, de R$ 2527,62 para R$ 2575,23.

Mercado  de milho segue lento e preocupado com questão climática

O mercado de milho segue lento em relação ao ritmo dos negócios e preocupado com a questão climática mirando a safra de verão, de acordo com a Safras & Mercado. O consultor Paulo Molinari diz que a situação é pior no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, com quebras irreversíveis diante da seca.

Em relação aos preços, a saca ficou estável na maioria das regiões mais importantes. O indicador do Cepea, com base nas cotações em Campinas (SP), teve ligeira alta, de R$ 80,02 para R$ 80,21 por saca.

Na B3, os contratos futuros que vinham de alguns dias de baixas tiveram uma pequena recuperação. O vencimento para janeiro de 2021 passou de R$ 78,83 para R$ 78,84 por saca, sendo que nas pontas mais longas altas maiores foram observadas.

Saca de soja cai novamente no Rio Grande do Sul e se recupera em Goiás

A saca de 60 quilos de soja recuou novamente em Passo Fundo (RS), segundo a Safras & Mercado. A cotação passou de R$ 160 para R$ 158. Por outro lado, em Rio Verde (GO), a saca se recuperou e avançou de R$ 180 para R$ 184.

Segundo a consultoria, o mercado tem preços apenas nominais e os negócios são escassos. O mercado seguiu direção determinada pelas cotações em Chicago e do dólar frente o real, que apresentaram alta.

Realização de lucros em Nova York gera baixas no preço do café no Brasil

Após uma sequência bastante positiva de nove altas em 11 pregões, o café arábica negociado na Bolsa de Nova York teve uma baixa expressiva, que superou 4%. A desvalorização do real, que favorece a exportação do produto brasileiro, e a realização dos lucros impulsionaram o movimento.

No Brasil, os preços seguiram a sinalização do exterior e recuaram. O indicador do café arábica do Cepea interrompeu uma sequência de sete dias consecutivos de alta e caiu de R$ 594,13 para R$ 579,30 por saca. A baixa diária foi de 2,5% e foi apenas limitada pela valorização do dólar frente ao real.

No exterior: vacinas podem começar a serem distribuídas nos EUA em dezembro

O doutor Moncef Slaoui, chefe da Operação Warp Speed, que coordena nos Estados Unidos a aprovação das vacinas contra o coronavírus, afirmou que o país pode iniciar as primeiras vacinações em 12 de dezembro. O órgão regulador norte-americano deve se reunir no dia 10 de dezembro para discutir a aprovação emergencial do pedido da Pfizer em parceria com a empresa alemã BioNTech.

Seguindo novamente essas notícias mais positivas em relação ao desenvolvimento de vacinas, os mercados iniciam a semana operando positivamente. Na semana, a agenda econômica volta a estar cheia com dados de atividade econômica nos EUA e Europa.

No Brasil: agenda da semana tem inflação e desemprego como destaques

A agenda de indicadores econômicos no Brasil nesta semana terá dados importantes para atualização do cenário básico do Banco Central para a taxa Selic. Com inflação, taxa de desemprego e criação de vagas formais de trabalho na lista de divulgações, os investidores monitoram se o Comitê de Política Monetária (Copom) pode seguir com seu plano atual de manter a Selic baixa por um longo período. O mercado também avaliará se a recente alta na inflação de commodities está sendo repassada a outros produtos da cesta de consumo, como bens industriais e serviços.

Por Felipe Leon, com agências de notícias

Fonte : Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *