MERCADO – As notícias que você precisa saber agora para começar bem a quinta-feira

Arroba volta a subir em São Paulo, milho atinge novo recorde no indicador do Cepea e soja se firma acima de US$ 10,50 por bushel em Chicago

Boi: arroba tem nova alta em São Paulo, diz Scot Consultoria

  • Milho: indicador do Cepea atinge maior valor da série histórica

  • Soja: preço se firma acima de US$ 10,50 por bushel em Chicago

  • Café: Nova York ensaia recuperação e impulsiona cotações no Brasil

  • No Exterior: mercado ainda especula pacote de estímulos nos Estados Unidos

  • No Brasil: cenário fiscal também domina atenções

Agenda:

  • Brasil: Levantamento Sistemático de Produção Agrícola de setembro (IBGE)

  • EUA: exportações semanais de grãos dos EUA (USDA)

  • Brasil: atualização da estimativa para a safra brasileira de grãos 2020/2021 (Conab)

Boi: arroba tem nova alta em São Paulo, diz Scot Consultoria

Segundo levantamento da Scot Consultoria, os bovinos destinados ao mercado interno ficaram cotados em R$ 257 por arroba, preço bruto e à vista, em São Paulo. As boiadas jovens destinadas ao mercado externo, sobretudo chinês, estão precificadas em R$ 260. Ou seja, o ágio voltou a se estreitar entre o boi para exportação e o para consumo interno.

O indicador do Cepea se recuperou e ficou em R$ 258 por arroba. Na B3, os contratos futuros do boi gordo tiveram comportamento misto. Os vencimentos para outubro,  dezembro e para janeiro de 2021 recuaram. Enquanto o novembro e os vencimento de fevereiro de 2021 em diante se valorizaram.

Milho: indicador do Cepea atinge maior valor da série histórica

O indicador do Cepea para o milho, com base nos preços em Campinas (SP), atingiu o maior valor da série histórica. A cotação passou de R$ 65,48 para R$ 67,26, uma alta diária de 2,7% e registrou o sétimo dia consecutivo de elevação. Na B3, os contratos futuros também tiveram ajustes majoritariamente positivos. Com isso, a curva até março de 2021 já se encontra ao redor de R$ 70 por saca.

Em Chicago, o mercado segue se preparando para um relatório altista do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), a ser divulgado nesta sexta-feira, 08. Com a expectativa de corte na safra norte-americana, os investidores se posicionam na compra e pressionam as cotações.

Soja: preço se firma acima de US$ 10,50 por bushel em Chicago

O primeiro vencimento da soja em Chicago, contrato para novembro, se firma cada vez mais acima de US$ 10,50 por bushel. Este é o maior patamar de preços desde março de 2018. Assim como o milho, há expectativa do mercado para redução dos estoques no relatório do USDA. Pesa também o atraso do plantio no Brasil e a escassez do produto brasileiro.

No mercado físico doméstico, a consultoria Safras & Mercado registrou preços mais altos, porém, com movimentação restrita e negociações lentas. Em Passo Fundo (RS), a saca passou de R$ 158 para R$ 159 e no porto de Paranaguá (PR), subiu de R$ 150 para R$ 152.

Café: Nova York ensaia recuperação e impulsiona cotações no Brasil

As cotações do café arábica ensaiaram uma recuperação técnica na Bolsa de Nova York. O contrato para dezembro fechou em alta de 1,81%, para US$ 1,0960 por libra-peso. Com isso, os preços no mercado brasileiro ganharam suporte positivo. O indicador do Cepea para o café arábica subiu de R$ 532,14 para R$ 533,47 por saca. No levantamento diário da consultoria Safras & Mercado, o arábica bebida boa com 15% de catação no sul de Minas Gerais, passou de R$ 510/515 para R$ 515/520.

No Exterior: mercado ainda especula pacote de estímulos nos Estados Unidos

Os mercados globais operam com tendência positiva na abertura do dia especulando sobre novos estímulos nos Estados Unidos. Apesar de na terça-feira, 06, o presidente Donald Trump ordenar o adiamento das negociações para depois das eleições, os investidores seguem especulando a possibilidade de novas medidas.

Os diretores do Banco Central norte-americano reafirmaram que a economia não deve reagir caso o estímulo fiscal não seja aprovado. Portanto, sinalizam novamente que a política monetária já está perto do seu limite de atuação.

No Brasil: cenário fiscal também domina atenções

Com a agenda econômica esvaziada nesta semana, os mercados seguem monitorando o cenário fiscal no Brasil. A falta de consenso político entre Governo e Congresso sobre a fonte de recursos do Renda Cidadã tem adiado a apresentação da PEC Emergencial. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) é parte de um pacote de emendas constitucionais sugerido pelo Ministro Paulo Guedes para reequilibrar as finanças do estado brasileiro. A proposta pretende reduzir os gastos públicos e facilitar a gestão do orçamento. De acordo com a equipe econômica, os pilares são a desindexação e desvinculação do orçamento público.

Por Felipe Leon, com agências de notícias

Fonte : Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *