MERCADO AGITADO – Soja: possível retomada de compras chinesas faz Chicago subir 3,3%

Mercado também reagiu ao relatório do USDA que foi divulgado na tarde desta quinta

soja china

Foto: Pixabay/Montagem: Canal Rural

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a quinta-feira com preços em forte alta.  Os avanços nas conversas entre China e Estados Unidos em busca de um acordo comercial se consolidaram no principal fator de sustentação dos preços. No início do dia, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou o adiamento da imposição de aumento nas tarifas aos chineses do dia 1º para o dia 15 de outubro.

Outro fator positivo foi a avaliação de que a China voltará a comprar soja nos Estados Unidos. Informações dão conta de que os chineses adquiriram ao menos 600 mil toneladas do grão americano nesta quinta.

Para completar o quadro positivo, o relatório de setembro do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), divulgado no início da tarde, indicou estoques de passagem americanos e mundiais bem abaixo do esperado pelo mercado, mesmo que a previsão para a safra norte-americana tenha superado as expectativas do mercado.

Os contratos da soja em grão com entrega em novembro fecharam com alta de 29,00 centavos ou 3,34% em relação ao fechamento anterior, a US$ 8,95 1/2 por  bushel. A posição janeiro teve cotação de US$ 9,09 por bushel, com ganho de 28,50 centavos ou de 3,23%.

Por Agência Safras

Fonte: Canal Rural