Meio ambiente- Área de Preservação Permanente do Projeto Biomas ganha Ecotrilha na Caatinga

 

Quixadá/ Ceará (13/04/2016) –  O Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia (IFCE), localizado no município de Quixadá, no Estado do Ceará, está promovendo trilhas ecológicas para alunos e visitantes. A área ao redor do Instituto é composto por uma Unidade de Conservação do Monumento Natural dos Monólitos, mais uma parte da área experimental do Projeto Biomas.

Segundo o professor Lucas da Silva coordenador do projeto, a realização da “Ecotrilha: uma pegada sustentável” contribui com formação da consciência ambiental dos participantes e favorece atitudes socioambientais sustentáveis, com impactos positivos em termos de educação, preservação e conservação ambiental. Além de apresentar aos estudantes práticas de manejo ecológico/sustentável de mudas nativas da Caatinga e de aprimoramento de técnicas de recuperação de matas ciliares degradadas.

A Ecotrilha foi idealizada e coordenada pelo Laboratório de Estudos Ecológicos e Ambientais do Bioma Caatinga (LEEABC) do IFCE e busca promover ações de cunho ambiental e principalmente de preservação da flora local. E, para que seja efetivamente um instrumento de educação ambiental, foram adicionados no seu percurso diversos elementos didáticos, tais como: visita ao viveiro para a produção de mudas nativas, experimento implantado pelos pesquisadores do Projeto Biomas para recuperação de área degradada e outro experimento relacionado aos solos. Essas áreas mostram aos visitantes a importância do bioma caatinga e a necessidade de sua preservação.

Sobre o Projeto Biomas
O Projeto Biomas, iniciado em 2010, é fruto de uma parceria entre a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), com a participação de mais de quatrocentos pesquisadores e professores de diferentes instituições, em um prazo de nove anos.

Os estudos estão sendo desenvolvidos para viabilizar soluções com árvores para a proteção, recuperação e o uso sustentável de propriedades rurais nos diferentes biomas brasileiros.

O Projeto Biomas tem o apoio do SENAR, SEBRAE, Monsanto e John Deere.

Na Caatinga, o projeto conta com a parceria das seguintes instituições: Embrapa Caprinos e Ovinos, Embrapa Semiárido, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – Ceará / Campus Quixadá, Universidade Estadual Vale do Aracau, Universidade Federal da Paraíba – UFPB, Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará, Administração Regional do SENAR Ceará e sindicatos rurais da região.

Para saber mais, acesse o site do Projeto Biomas: www.projetobiomas.com.br

Coordenação de Comunicação Digital da CNA

Fonte : Canal do Produtor