Mato Grosso é responsável pelo maior crescimento de área plantada de soja na safra 2011/2012

Fonte:  Ruralbr

Segundo pesquisa da Conab, Estado apresentou um aumento de 330 mil hectares em comparação com a safra anterior

O Mato Grosso é responsável pelo maior crescimento em área plantada de soja em termos de área efetiva (5%), apresentando um aumento de 330 mil hectares a mais na safra 2011/2012 em comparação com a safra anterior. Os dados foram divulgados nessa quarta, dia 9, no 2º Levantamento das Intenções de Plantio para a safra 2011/2012 da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Além de crescimento na área plantada, a Conab estima que haverá um incremento de até 3% na produção do grão. Se os 21 milhões de toneladas de soja se concretizarem, país terá um novo recorde para o Estado de Mato Grosso, que na safra passada produziu 20.412 milhões de toneladas.

Apesar da irregularidade das chuvas em algumas regiões de Mato Grosso, a cobertura de soja entre setembro e outubro deste ano foi quase 100% maior que a área plantada no mesmo período do ano passado. Em outubro de 2010, 32% da área estava semeada. Este ano, no mesmo mês, 63% da oleaginosa já havia sido plantada.

O gestor do Instituto Mato-Grossense de Economia e Agropecuária, Daniel Latorraca, explica que a grande diferença no plantio da soja dentro de outubro é por conta dos problemas de estiagem prolongada enfrentados em 2010.

– O plantio regular em 2011 aponta certezas para o aumento na área cultivada de milho safrinha. Pelo menos 30% da área cultivada com soja será usada para o milho, o que deve representar um aumento de 1,7 milhão para dois milhões de hectares. Saber que esta porcentagem já está com soja é uma indicação a mais de que as estimativas procedem – comenta.

Diferente do que aconteceu no ano passado, quando o início das chuvas atrasou em importantes regiões produtoras do Centro e Sul do país, neste ano elas começaram na época certa e estão permitindo a realização do plantio no período ideal. Apenas no Norte do Mato Grosso, onde as chuvas deveriam ter começado com intensidade em meados de setembro, houve um pequeno atraso, que foi compensado pelas condições favoráveis ao plantio no início de outubro. No Oeste do Estado, as chuvas ocorreram abaixo da média, irregulares e mal distribuídas causando preocupação pontual.

ASCOM/APROSOJA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *