Mato Grosso inicia a colheita de mais uma "safrinha" robusta

Eduardo Knapp/Folhapress / Eduardo Knapp/Folhapress
Produtores preveem colher 17,3 milhões de toneladas de milho neste ano

A colheita de segunda safra de milho em Mato Grosso começou de forma tímida na semana passada, e o resultado das primeiras amostras é positivo. Segundo o presidente do Sindicato Rural de Sorriso, Laércio Pedro Lenz, a produtividade não será recorde como no ano passado, mas o resultado da colheita deverá ser similar porque a área de plantio foi maior nesta safra.

"Aumentamos a área de plantio e a chuva colaborou para o desenvolvimento das plantas porque se prolongou até o fim de abril. Talvez a produtividade não seja recorde, como a do ano passado, quando alcançou 110 sacas por hectare. Mas, como a área aumentou, a expectativa é fechar com um número parecido com o do ano passado", disse Lenz.

Na safra de inverno 2011/12, Sorriso colheu 2,2 milhões de toneladas de milho em 380 mil hectares. Neste ano, a área cultivada foi estimada em 487 mil hectares – um aumento de 28%. Os trabalhos de retirada do grão do campo devem se acentuar a partir de meados deste mês.

"Por enquanto, a estimativa nossa e do Imea [Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária] é de colher 102 sacas por hectare", disse o presidente do sindicato rural de Sorriso.

De acordo com o Instituto, o Estado deve produzir 17,3 milhões de toneladas de milho em 3 milhões de hectares dedicados ao grãos. O instituto revisou os números de área para cima em sua última estimativa, justificando que os produtores de algodão preferiram cultivar milho devido ao excesso de chuvas.

Em relação à comercialização, o representante do sindicato rural afirma que apenas 20% do total a ser colhido foi comercializado e que os preços estão caindo a cada dia. A saca foi negociada na sexta-feira passada a R$ 10,60 na região de Sorriso, quase 3% menos que na semana anterior, disse Lenz. "Dependeremos muito dos leilões da Conab [Companhia Nacional de Abastecimento] para escoar todo esse milho, porque não há compradores neste momento", disse.

© 2000 – 2012. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3148190/mato-grosso-inicia-colheita-de-mais-uma-safrinha-robusta#ixzz2VFhSfAIZ

Fonte: Valor | Por Fernanda Pressinott | De São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *