MASCOTE – Conheça o pônei mais novo da 41ª Expointer

Criador resolveu abrir um concurso para escolha do nome do animal, que tem menos de uma semana de vida, nas redes sociais

pônei mais novo da expointerCurioso, o pônei se divide entre ficar ao lado da mãe para se alimentar e explorar tudo ao redor. Foto: Francielle Bertolacini

Um pônei que nasceu poucas horas antes de ir para a Expointer está atraindo a atenção dos visitantes da maior feira a céu aberto, em Esteio (RS). Com apenas alguns dias de vida, o animal que ainda não tem nome encanta todos que passam pelo evento.

O dono do Haras Terra, Gustavo Terra, conta que foi uma surpresa para todos da equipe. “Quando o pessoal da empresa foi carregar os animais na manhã da última quinta-feira, 23, percebemos que a fêmea – chamada de Dinamite – tinha dado à luz”, conta. Nesta edição, o proprietário trouxe para o evento 24 pôneis e um cavalo da raça paint horse, alguns participam do concurso de morfologia e outros fazem passeios com crianças durante a feira.

criança sentando em pôneiPônei usado para entretenimento durante a Expointer. Foto: Francielle Bertolacini

O expositor explica que um outro animal também já havia nascido durante a Expointer de 2016. Naquele ano, um concurso nas redes sociais da fazenda foi aberto para que o público pudesse sugerir o nome. “A escolha foi feita para a filha da Dinamite, que também deu à luz aqui na feira. No final, decidimos colocar o nome de Joia Rara”.

Com o nascimento de mais um pônei nesta 41ª edição da Expointer, o criador abriu um novo concurso para os seguidores nas redes sociais sugerirem o nome do animal. “Queremos que as pessoas indiquem nomes masculinos e que comecem com a letra M”, diz.

Terras informa que todo ano costuma receber sugestões para nomes dos animais, mesmo para aqueles que não tenham nascido durante a Expointer. “A principal regra é que, em cada ano, o nome do animal tenha que começar com uma letra específica. Nós escolhemos a letra J em 2016. No ano passado, a letra escolhida foi L”, explica.

Um novo concurso foi aberto este ano no Facebook e a pessoa que indicar o nome mais criativo, atendendo algumas regras, vai receber um boné do haras. “Mais de 300 pessoas já fizeram sugestões, alguns deles são Meteoro, Megaton, Major da Terra e Mundo ”, comenta o criador.

Negócio de família

O patriarca conta que a criação dos animais começou na década de 1960 com um casal de pônei. Hoje, eles trabalham com cerca de 200. “Somos focados em criar pôneis coloridos, pois é o tipo mais procurado e valorizado, pois chama a atenção das pessoas”, conta Agostinha Terra.

Pai e filho afirmam que a raça é uma das melhores em relação ao custo benefício. “O custo de criação é baixo, pois trabalhamos com seis pôneis onde normalmente se trabalha um cavalo de grande porte”. Além disso, o animal tem alto índice de fertilidade e é mais valorizado no mercado. “Eu consigo vender o potro pelo mesmo valor que se investe nos pais. Com as outras raças isso não acontece”, ressalta Gustavo.

Atualmente, a família se divide entre vender os animais para criatórios, hotéis fazenda e, principalmente, para os avós, para presentear os netos.

pônei mais novo da expointer

Foto: Francielle Bertolacini

pônei mais novo da expointer

Foto: Francielle Bertolacini

Raça

Pôneis são todos os equinos que medem até 1,39 metro de altura. No caso do haras, que trabalha com o pônei brasileiro, as especificações do animal são um pouco diferentes.

O macho tem que ter até 0,95 centímetros e a fêmea 1,05 metro. Para o macho castrado, a altura pode atingir até 1,10 metro, o mesmo vale para a fêmea receptora de embrião. No geral, a finalidade da raça é mais ornamental ou para montaria infantil.

Por Francielle Bertolacini, de Esteio (RS)

Fonte : Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *