Maranhão terá de importar 500 mil toneladas de arroz

De acordo com o último levantamento da CONAB, o Maranhão, que na safra 2010/2011 colheu 3,3 milhões de toneladas de GRÃOS, na atual safraproduzirá somente 2,8 milhões de toneladas de GRÃOS. "Vários municípios maranhenses foram afetados pela estiagem, resultando em queda na produção de GRÃOS", constatou Cláudio Azevedo.

A produção de arroz foi uma das mais afetadas. As perdas chegam a 35,5%. A colheita na atual safra não deve passar de 474,1 mil toneladas ante as 743,6 mil toneladas produzidas na safra passada. Com essa redução, o Maranhão perdeu a posição de terceiro maior produtor de arroz no país para o estado do Mato Grosso.

Feijão e milho – O recuo na produção de GRÃOS também atingiu as lavouras de feijão, que tiveram perdas de 23,3 % ou 11,9 mil toneladas a menos em comparação à safra anterior. O milho, cuja produção chegou a 879,7 mil toneladas na safra 2010/2011, não ultrapassará 638,5 mil toneladas, queda de 27,4%.

Segundo o secretário Cláudio Azevedo, no momento 56 municípios maranhenses foram reconhecidos em situação de emergência pelo Governo do Estado por causa da estiagem. Mas ele acredita que o número de cidades com esse problema deva dobrar em breve.

O secretário informou que já estão sendo providenciadas ações efetivas para atender aos municípios atingidos pela estiagem, como a aquisição de cestas básicas para distribuição aos lavradores e o deslocamento de carros-pipa para garantir o abastecimento de água dessas cidades.

Fonte: O ESTADO DO MARANHÃO – MA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *