Mapa vai selecionar novos adidos agrícolas

 

Ministério quer ampliar número de representantes brasileiros no exterior de oito para 25

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) vai selecionar candidatos para ampliar de 8 para 25 o número de adidos agrícolas. Atualmente, o Brasil tem adidos agrícolas em Buenos Aires (Argentina), Washington (Estados Unidos), Bruxelas (União Europeia), Pequim (China), Moscou (Rússia), Pretória (África do Sul), Genebra (sede da Organização Mundial do Comércio) e Tóquio (Japão).

A base da seleção está fundamentada na meritocracia, visando atender aos interesses da administração pública. Os candidatos que forem selecionados para o quadro de acesso serão treinados e capacitados para a designação de adido agrícola e posteriormente poderão compor lista tríplice para escolha do Ministro da Agricultura.

Os escolhidos serão designados em ato do presidente da República, mediante indicação do Ministro da Agricultura, Blairo Maggi, com a consulta prévia do Ministério das Relações Exteriores (MRE).

A Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio do Mapa e a Enagro (Escola Nacional de Gestão Agropecuária) planejam organizar a seleção para o Quadro de Acesso para Adido Agrícola ainda em 2016.

A atuação de adidos agrícolas estrangeiros é comum no Brasil e em outros países, em razão da relevância desses agentes públicos no enfrentamento de obstáculos ao comércio internacional de produtos agrícolas. Tratam-se de representações técnicas especializadas que complementam com efetividade o trabalho desenvolvido nas missões diplomáticas.

Fonte : Portal DBO