Mapa vai avaliar seguros oferecidos à cultura do trigo

Nesta sexta-feira (24), o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) realizará uma videoconferência, às 15h, com o projeto Monitor do Seguro Rural, dedicada nessa edição ao trigo, com o objetivo de avaliar os produtos e serviços ofertados pelas seguradoras e propor melhorias.

Esse trabalho será coordenado pelo Departamento de Gestão de Riscos do Mapa e terá a participação e o apoio das entidades representativas dos produtores rurais e de suas cooperativas, revendas de insumos, companhias seguradoras, resseguradoras, corretores, peritos e instituições financeiras.

O seguro agrícola de trigo é ofertado por 13 companhias de seguro habilitadas no Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR) em todas as regiões produtoras, com maior destaque no Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo, seguidos por Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais. Em 2020, os resultados parciais de contratação demonstram aumento em relação ao ano passado, com 9 mil apólices em uma área segurada de 526 mil hectares e R$ 1 bilhão de valor segurado. "Os produtores de trigo beneficiados no programa tendem a aumentar, pois em final de julho ainda será computado mais um lote de apólices das culturas de inverno", afirma o Secretário de Política Agrícola do Mapa, César Halum.

Fonte: Jornal do Comércio

Compartilhe!