Mamona em novo cenário

image

Cultivo da oleaginosa deve crescer mais de 70% neste ano no estado. Produção de biodiesel é maior estímulo

A produção de mamona está em disparada no estado e a safra da oleaginosa pode atingir 11 mil toneladas neste ano, segundo levantamento da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), com base em dados da COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO (CONAB). O aumento em relação à safra anterior será de 70,3% e deve ser atribuído ao esforço dos produtores, em sua maioria agricultores familiares, para melhorar o índice de produtividade, que alcançou a média de 2 toneladas por hectare.

A produtividade registrada é 126,1% maior que a do ano passado, observa Bruno Barros Ribeiro de Oliveira, superintendente de Desenvolvimento de Agropecuária e Silvicultura da Subsecretaria do Agronegócio. "Trata-se de um dado considerável na comparação com a produtividade das plantações brasileiras de mamona, que é de 708 quilos por hectare. A produção prevista para o Brasil é de 105 mil toneladas, uma variação negativa de 25,6%", explica.

De acordo com Oliveira, o interesse pela produção de mamona no estado aumentou especialmente com a criação da usina de biocombustível da Petrobras em Montes Claros, na Região Norte, que responde praticamente por toda a safra mineira.

Já o coordenador estadual de Culturas e Biocombustível da Emater-MG, Waldir Pascoal Filho, considera que, mesmo que haja problemas climáticos, o desempenho das lavouras será superior ao do ano passado. "Ainda que ocorra uma queda na produtividade anunciada, o desenvolvimento das lavouras é inegável, a perspectiva de absorção das safras pela indústria de biocombustível estimula os agricultores."

Fonte: ESTADO DE MINAS – MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *