Lucro e receita da Heringer cresceram no 4º tri de 2012

Depois de três trimestres com resultados desfavoráveis, a Fertilizantes Heringer, uma das maiores empresas do setor no país, teve lucro líquido de R$ 47,7 milhões nos últimos três meses de 2012, um aumento de 7,7% sobre o mesmo período de 2011. O resultado foi impulsionado pelo crescimento das vendas no último trimestre, quando existe grande demanda por adubos para várias culturas agrícolas.

O volume de entregas de fertilizantes no quarto trimestre foi de 1,56 milhão de toneladas, patamar próximo ao do mesmo intervalo de 2011 (- 0,6%). As entregas de produtos destinados às culturas de soja e milho tiveram crescimentos expressivos, de 13,9% e 6,2%, respectivamente, em consequência da expansão da área plantada e expectativa de melhor rentabilidade.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) cresceu 8,1% no quarto trimestre de 2012 ante igual período de 2011, para R$ 143,7 milhões. A receita líquida no período aumentou 7,1%, para R$ 1,77 bilhão.

O resultado positivo no quarto trimestre acabou reduzindo as perdas registradas em grande parte de 2012. No ano passado, o prejuízo líquido foi de R$ 2,47 milhões contra um lucro de R$ 63,9 milhões em 2011. Embora o Ebitda tenha recuado 30% em relação a 2011, para R$ 246,771 milhões, foi o segundo maior da história da Heringer, de acordo com Dalton Heringer, diretor-presidente da companhia.

Segundo Heringer, o lucro líquido no último trimestre de 2012 foi afetado pela variação cambial. No período, o dólar se valorizou em relação ao real.

A receita líquida da companhia em 2012 totalizou R$ 5,3 bilhões, alta de 12,8% sobre 2011. O volume de entregas foi recorde no ano passado: 5 milhões de toneladas ante 4,86 milhões de toneladas registradas em 2011.

A empresa mostra otimismo em relação a este ano. A expectativa é que os preços dos grãos fiquem em patamares favoráveis, o que deve puxar o consumo de fertilizantes. Dalton Heringer afirma que as relações de troca entre produtos por fertilizantes continuam favoráveis e prevê mais um recorde no consumo de adubos no país. Em 2012, foram entregues ao consumidor final 29,5 milhões de toneladas de fertilizantes, alta de 4,3% sobre 2011.

© 2000 – 2012. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/empresas/3036826/lucro-e-receita-da-heringer-cresceram-no-4#ixzz2MxAHpwgf

Fonte: Valor | Por Carine Ferreira | De São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *