Lucro da JBS foi quase 100% maior no 2º tri

Impulsionada pelo forte desempenho da Pilgrim’s Pride e pela recuperação de sua divisão de bovinos nos EUA, a JBS teve um lucro líquido de R$ 338,4 milhões no segundo trimestre, ante o lucro de R$ 169,5 milhões reportado no mesmo intervalo de 2012.

Entre abril e junho, a receita líquida da JBS totalizou R$ 21,931 bilhões, crescimento de 18,7% ante os R$ 18,468 bilhões registrados no mesmo período de 2012. Na mesma comparação, o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) da empresa cresceu 67,7%, para R$ 1,667 bilhão. A margem Ebitda também avançou, de 5,5% no para 7,6%.

O bom desempenho também se refletiram na geração de caixa livre ao acionista, que totalizou R$ 563 milhões no segundo trimestre. Com isso, a JBS conseguiu reduzir seu índice de alavancagem mesmo com a assunção antecipada de R$ 324,7 milhões em dívidas da Seara Brasil e da Zenda, como parte da operação em que JBS adquiriu as duas empresas da Marfrig. Ao todo, o negócio com a concorrente envolve a assunção de R$ 5,85 bilhões em dívidas. A JBS ainda aguarda o aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para assumir as operações da Seara.

No fim de junho, o índice de alavancagem (relação entre dívida líquida e Ebitda) da JBS era de 3,28 vezes, ante as 3,4 vezes reportados no fim do primeiro trimestre. Não fosse a assunção de dívidas da Seara e da Zenda, o índice de alavancagem teria caído ainda mais, para 3,21 vezes, informou a empresa. No fim do segundo trimestre, a dívida líquida da JBS somava R$ 17,219 bilhões, ante os R$ 15,678 bilhões registrados em 31 de março. Cerca de 35% da dívida da empresa vence no curto prazo.

Entre as unidades de negócios da JBS, a divisão de bovinos no Mercosul foi a única a apresentar resultados piores em relação ao segundo trimestre de 2012. Os grandes destaques positivos foram as operações da Pilgrim’s Pride da divisão de bovinos da JBS nos EUA.

Impulsionada pelos preços da carne de frango mais elevados, a americana Pilgrim’s – divisão de frango da JBS nos EUA e no México – registrou uma receita líquida de US$ 2,184 bilhões, crescimento de 10,6% na comparação com o US$ 1,974 bilhão reportado no mesmo intervalo de 2012. O Ebitda da Pilgrim’s totalizou US$ 265 milhões no segundo trimestre, mais que o dobro dos US$ 125,7 milhões registrados no mesmo intervalo de 2012. Já a margem Ebitda subiu de 6,4% para 12,1%.

As operações da bovinos da JBS nos EUA tiveram uma sensível melhora. Depois de sofrer com a severa escassez de gado, o maior equilíbrio entre oferta e demanda ajudou a divisão a sair do vermelho. O Ebitda da divisão chegou a US$ 161,7 milhões, ante o resultado negativo de US$ 9,1 milhões do segundo trimestre de 2012. Em contrapartida, o desempenho da JBS Mercosul – que inclui as operações de bovinos no Brasil – teve queda de 13,8% do Ebitda, para R$ 5,4 bilhões de margem, que caiu de 14,6% para 10%, pressionada pelos preços do bordo mais elevados.

© 2000 – 2013. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3233890/lucro-da-jbs-foi-quase-100-maior-no-2#ixzz2c2dDddo9

Fonte: Valor | Por Luiz Henrique Mendes | De São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *