Último dia para vacinar o gado contra a aftosa

Depois de prorrogar a imunização por causa do atraso na entrega das doses, o Estado chega ao último dia da vacinação contra a febre aftosa com 75% do rebanho protegido. Produtores com até cem cabeças de gado ainda podem retirar as vacinas gratuitamente nas inspetorias veterinárias dos seus municípios.
Para chegar a esse percentual de animais imunizados, a Secretaria Estadual da Agricultura leva em conta o registro oficial da aplicação das vacinas doadas e também daquelas que são vendidas para os grandes produtores. Como há um prazo de registro de até 30 dias, após a compra, a estimativa do secretário Luiz Fernando Mainardi é superar os 90% de bovinos e bubalinos vacinados, cerca de 13,4 milhões de cabeças.
Para as próximas campanhas, Mainardi espera atingir 100% do rebanho devido à ampliação da chamada vacinação comunitária.
– Tivemos uma ótima experiência em Ivorá, na Região Central, onde vacinadores foram às propriedades com até cem cabeças para aplicar as doses gratuitas. Com essa prática, evitamos o desperdício de vacinas e conseguimos garantir maior número de animais protegidos – afirma.
Atualmente, a maioria dos pecuaristas familiares precisa ir até as inspetorias veterinárias para pegar a vacina. Este ano, a campanha contou com um imprevisto que atrasou a entrega dos lotes. Conforme o assessor de política agrícola da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul, Alexandre Scheifler, o atraso não interferiu ou prejudicou o pequeno produtor:
– A gratuidade é um incentivo ao pecuarista familiar, que precisa imunizar o seu gado.

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *