LOGÍSTICA BEM AJUSTADA PARA A SAFRA

Apesar da Conab ter apontado safra cheia em 2012/2013 – entre 27,707 milhões a 28,377 milhões de toneladas – não há sinais de sufoco para o escoamento da exportação de grãos pelo Estado. Dois são os fatores que garantirão o trânsito fluído pelo Porto de Rio Grande: a quebra na safra 2011/2012 e os períodos diversos dos embarques. Segundo o superintendente do complexo Termasa/Tergrasa, Guilhermo Dawson, não há expectativa de dificuldade. A soja nova começa a ser exportada a partir do final de março de 2013. Até lá, a expectativa do Irga é que cerca de 1,5 milhão de toneladas de arroz tenham deixado o Estado, encerrando a comercialização do ano comercial. Até o final de setembro, 995,8 mil toneladas do cereal base casca já foram exportadas. O restante deve ser embarcado gradualmente até fevereiro. A projeção preliminar para o trigo é de exportação de 800 mil a 900 mil toneladas a partir de novembro de 2012 até o fim do primeiro bimestre. De acordo com o consultor da Safras e Mercado, Élcio Bento, a confirmação destes negócios, contudo, depende ainda do impacto do clima sobre a colheita gaúcha.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *