Lobby no STF já balança ministros

Pelo menos dois ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), segundo fontes ouvidas pelo Valor, ficaram impressionados com a carta assinada pelos ex-ministros da Fazenda e presidentes do Banco Central defendendo a constitucionalidade dos planos econômicos editados nas décadas de 1980 e 1990.

A ministra Cármen Lúcia e o ministro Marco Aurélio Mello eram considerados propensos a votar a favor dos poupadores. Após a carta, disse a fonte, decidiram refletir mais. O texto chamou a atenção da ministra por se tratar de um documento suprapartidário, assinado por integrantes do PMDB, PSDB e PT.

Em conversas com ministros do STF, representantes do governo sugeriram o adiamento da decisão. Advogados dos poupadores querem o julgamento imediato. "Não julgar agora, para os bancos, equivale a ganhar", afirmou o advogado Luiz Fernando Pereira. Segundo ele, o entendimento dos tribunais está consolidado a favor dos poupadores há 20 anos. "Os bancos querem refundar uma tese no STF", disse.

Assuntos relacionados:

© 2000 – 2013. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/financas/3353296/lobby-no-stf-ja-balanca-ministros#ixzz2lqXRWHOk

Fonte: Valor | Por Maíra Magro e Juliano Basile | De Brasília

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *