Lideranças prestigiam posse de Pedrozo para novo mandato na FAESC

 

Lideranças políticas, sindicais e econômicas e um público superior a 350 pessoas prestigiaram a solenidade de posse da nova diretoria da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (FAESC) para o quadriênio 2015/2019, no auditório do Cuper Hotel, em São José, na região metropolitana da Grande Florianópolis.

A eleição para renovação dos quadros de dirigentes da instituição havia sido realizada em 20 de março deste ano. Por determinação da presidência e atendendo a preceito estatutário, o secretário executivo do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e representante da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) Daniel Carrara assumiu temporariamente a condução dos trabalhos e deu posse ao presidente José Zeferino “Zezo” Pedrozo; 1º vice-presidente Enori Barbieri; 2º vice-presidente Milton Graciano Peron; 1º vice-presidente de secretaria João Francisco de Mattos; 2º vice-presidente de secretaria João Romário Carvalho; 1º vice-presidente de finanças Antônio Marcos Pagani de Souza e 2º vice-presidente de finanças José Antônio De Pieri.

Também foram empossados os membros do novo Conselho Fiscal formado por Fernando Sérgio Rosar, Gilmar Antônio Zanluchi e Donato Favarin, Nilton Goedert, Fabrício Luiz Stefani e Dionísio Scharf. Tomaram posse, ainda, os vice-presidentes regionais do extremo-oeste (Adelar Maximiliano Zimmer), do oeste (Américo do Nascimento), do meio oeste (Vilson Antônio Verona), do planalto norte (Mauro Kazmierczak), do planalto serrano (Márcio Cícero Neves Pamplona), do Vale do Itajaí (Lindolfo Hoepers) e do sul (Vilibaldo Michels).

Em seu pronunciamento de posse, o presidente da FAESC José Zeferino Pedrozo destacou os novos desafios da Federação em razão do quadro macroeconômico brasileiro.

Em seguida, o superintendente do Ministério da Agricultura em Santa Catarina Jacir Massi representou a ministra Kátia Regina Abreu da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. A ministra encontrava-se em missão oficial no Japão e Rússia, abertura de mercados para exportação e, também, atrair investimentos para o Brasil.

O governador do Estado de Santa Catarina João Raimundo Colombo encerrou a fase de manifestações, fazendo um balanço do quadro político nacional.

Na etapa final, a FAESC homenageou 14 lideranças que exerceram papel essencial nestes 67 anos de trajetória em defesa das classes produtoras do setor primário da economia barriga-verde, com a entrega de placas. Foi reconhecimento público à extraordinária contribuição desses líderes na proteção e fortalecimento da agricultura barriga-verde e do sistema sindical patronal rural catarinense.

Também foram homenageados os sindicalistas Elias Rost, Claudino José Stefani, Valdemar Zanluchi, Eloy Luiz Vaccaro, Alfredo Seidel Filho, Floresnau Granemann, Gentil Bertoli, Abel Just, Antonio Augusto da Silva Aquini, Ivo Tadeu Araújo Bianchini e Marcos Wandresen.

Receberam a honraria, o governador Raimundo Colombo, o presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) João Martins da Silva Júnior representado por Daniel Carrara e, ainda, a Ministra da Agricultura representada pelo superintendente Jacir Massi.

Um jantar de confraternização encerrou a programação festiva da posse. Antes do início dos atos solenes foi exibido o documentário audiovisual produzido pelo engenheiro agrônomo e especialista em comunicação rural Celívio Holz sobre a trajetória da FAESC.

Mensagem da ministra Kátia Abreu pela posse de José Zeferino Pedrozo na presidência da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (FAESC):

É com muita honra e satisfação que parabenizo o companheiro José Zeferino Pedrozo por sua recondução à presidência da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina, com apoio de 97,5% dos sindicatos rurais aptos a votar e que compareceram à eleição.  É um número que reflete a satisfação dos produtores rurais com seu esforço permanente em defesa de seus interesses.

   Destaco também seu papel na estruturação dos sindicatos e na expansão do plano de capacitação profissional, atendendo mais de 150 mil produtores a cada ano. No plano nacional, tem sido um dos que se junta ao esforço do Ministério da Agricultura pela ampliação dos mercados brasileiros no exterior, como recentemente na missão em que nos acompanhou à Europa.

   No momento de sua posse, encontro-me em Tóquio, em continuidade a essa missão pela ampliação de nossos mercados, certa de que os olhos do setor estão postos nessa empreitada, para a qual é inestimável o apoio e participação de José Zeferino.

   Seu empenho permanente na defesa política e econômica da classe rural, a modernização da Federação, a estruturação dos sindicatos filiados e a expansão do plano de capacitação profissional rural que atende a mais de 150 mil produtores por ano, são marcas e metas louváveis de sua gestão.

    O programa Inclusão Digital Rural, que ensina as famílias rurais a usar o computador e a internet, comprova a escolha certa de prioridades, assim como o programa empreendedor rural, que estimula e capacita os produtores a se transformarem em empresários rurais.

   Ambos são desenvolvidos por meio da administração regional do SENAR, também presidido por ele. Outra prioridade será o fortalecimento material e financeiro das entidades sindicais rurais por meio do programa Sindicato Forte, para que possam prestar cada vez melhor assistência aos produtores rurais.

   A Federação catarinense tem à frente, com sua recondução, portanto,  perfil à altura dos desafios da nossa agricultura, hoje o principal ativo econômico brasileiro com participação de 23% no Produto Interno Bruto e um esteio na luta do governo federal pela retomada do crescimento econômico.

   É com esse empenho e a unidade demonstrada pelo setor que se explica a importância conquistada pela agricultura na economia do país e também como polo estratégico e indispensável para outro desafio – o de garantir alimentação não só no contexto interno, mas para o planeta como um todo, missão que não pode ser cumprida sem a participação decisiva do Brasil.

   Meus parabéns, portanto, caro José Zeferino, pela disposição de luta em favor da agropecuária brasileira, cenário em que exerce indiscutível liderança a partir de seu incansável trabalho em Santa Catarina.

Kátia Abreu

Federação da Agricultura e Pecuária de Santa Catarina – FAESC
http://www.faesc.com.br/

Fonte: CNA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *