Leilão de milho da Conab tem demanda para 90% da oferta

Maior disputa foi por um dos lotes armazenados em Sidrolândia, em MS.
Oferta foi de 145 mil toneladas, segundo Conab.
 
Maior disputa foi por um dos lotes armazenados em Sidrolândia, MS. (Foto: Reuters)
O quinto leilão de venda de estoques de milho da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), realizado nesta quarta-feira (9) registrou demanda para 90,2% da oferta de 145 mil toneladas. Foram colocadas à venda 144,94 mil toneladas armazenadas em Mato Grosso, enquanto 55,14 toneladas são de Mato Grosso do Sul. Um lote que seria ofertado em Primavera do Leste, de 5 mil toneladas, foi cancelado.
A maior disputa foi por um dos lotes armazenados em Sidrolândia, em Mato Grosso do Sul, arrematado por R$ 39 a saca de 60 quilos, 24,47% acima do valor de abertura, de R$ 31,33 a saca. O volume total, de 47,92 toneladas, foi adquirido pelos compradores. Outro lote colocado à venda no mesmo município, de 7,21 toneladas, saiu pelo valor de abertura. No último pregão, lote de Sidrolândia foi arrematado por R$ 38,22 a saca.
 
O segundo maior ágio foi registrado em lote de 2,43 mil toneladas armazenado em Sapezal, em Mato Grosso, arrematado por R$ 25,74 a saca, 22,26% acima do valor de abertura, de R$ 21,05 a saca.
Também houve disputa por lote armazenado em Tabaporã, em Mato Grosso. No município, as 1,33 mil toneladas oferecidas pela Conab foram negociadas a R$ 23,88 a saca, 13,42% acima do valor de abertura, de R$ 21,05 a saca.
Nesse leilão, apenas dois lotes não despertaram interesse de compra, caso de um dos sete lotes de Ipiranga do Norte (MT). Um dos quatro lotes colocados à venda em Sorriso (MT) também não foi negociado.

Do Estadão Conteúdo

Fonte : Globo

Compartilhe!