Lavouras de soja e milho dos EUA apresentam muita irregularidade

Produtor do Iwoa acredita em perdas de 8% a 12% na safra americana por causa do clima

Kellen Severo | Illinois (EUA)

Aprosoja

Foto: Aprosoja

Regiões que produzem grãos estão com cores vermelhas e alaranjadas, o que indica proximidade dos 40ºc

Ao percorrer os Estados americanos produtores de grãos, fica claro como as lavouras estão em diferentes momentos. Há produção de milho com aparência seca, há lavouras bem desenvolvidas e há propriedades com o grão em estágio pouco avançado de crescimento. Para a soja, a situação é semelhante e também não há regularidade nas lavouras. O clima, que já era o foco, agora se tornou ainda mais relevante e pode mudar totalmente o que pensavam os agricultores do Meio-Oeste dos Estados Unidos.

A produtora rural, Khristie Wilson, de Ohio, afirmava ainda na quinta passada, dia 22, que o clima não deveria atrapalhar a produção que foi feita sem atrasos no plantio, diferentemente do que aconteceu em outros Estados americanos.

– As culturas estão melhores do que nos últimos dois anos. Nós vamos ter mais bushels para vender, mas com preços menores – afirmou Khristie Wilson.

Já em Iowa, a história foi outra. No fim de semana, o produtor John Maxwell já apostava em preços mais altos puxados por perdas nas lavouras americanas. Segundo Maxwell, o governo dos Estados Unidos está projetando produções mais elevados do que terão.

– O governo acha que terá colheita grande, mas eu não concordo, não terá preços como o ano passado. Mas quando perceberem que não tem tanto milho, os preços vão melhorar. Já a soja, está sofrendo com o clima e a falta de chuva vai interferir nos preços. Vai ter menos soja do que o USDA projetou, de 8 a 10% menos apontou Maxwell.

O clima, que sempre foi importante, agora é ainda mais relevante. Os jornais locais americanos dão destaque para as altas temperaturas. As regiões que produzem grãos estão com cores vermelhas e alaranjadas, o que indica proximidade dos 40ºc. Ou seja, o calor vai continuar e será previso acompanhar de perto como as lavouras de soja e milho vão responder às altas temperaturas.

Kellen Severo viajou aos Estados Unidos a convite da John Deere.

CANAL RURAL

Fonte: Ruralbr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *