Jucá Neto revela esquema na Conab

Fonte: Correio do Povo

Demitido da direção da CONAB depois de ser acusado de autorizar um pagamento para uma suposta empresa de fachada, Oscar Jucá Neto, irmão do líder do governo, senador Romero Jucá (PMDB-RR), denunciou que há um esquema de corrupção e desvio de recursos na companhia estatal maior do que os escândalos do Dnit. Em entrevista à revista Veja, Jucá Neto, o Jucazinho, diz que na CONAB "só tem bandido" e acusa o ministro da Agricultura, Wagner Rossi, de envolvimento em irregularidades, embora admita que não tem como provar. O ministro nega participação e desqualifica as acusações. Jucá Neto foi exonerado quarta-feira.

Segundo Jucazinho, depois de demiti-lo, Rossi o teria chamado para uma conversa em que ofereceu uma compensação pela perda do cargo. O ministro teria dito que ele teria "participação em tudo". Jucazinho alega ter entendido que a oferta era de propina.

O ex-diretor também afirma que o procurador-geral da CONAB, Romulo Gonsalves, indicado pelo vice-presidente Michel Temer, seria um dos coordenadores do esquema. Segundo a reportagem, a demissão de Jucazinho teria provocado uma dura discussão entre Temer e o senador Romero Jucá. A assessoria do vice-presidente informou que ele não vai comentar as acusações. Romero Jucá se disse "surpreendido" com as declarações do irmão à revista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *