JBS obtém liminar contra Greenpeace

A JBS obteve na Justiça liminar que determina que a partir de hoje a ONG ambientalista Greenpeace tem de retirar de seu site o relatório "JBS Reprovado – Como a maior empresa de carnes do planeta continua massacrando a Amazônia", no qual acusa a companhia pela compra de animais provenientes de áreas desmatadas, de territórios indígenas e de propriedades rurais embargadas por manterem trabalhadores em condições análogas à escravidão.

Maior processadora de proteína animal do mundo, a JBS entrou com a ação logo após as denúncias da ONG. O descumprimento da decisão judicial implicará em multa de R$ 50 mil por dia para o Greenpeace, que ainda poderá recorrer da sentença.

Como informou o Valor, a ONG admitiu ter se equivocado em relação às denúncias sobre compra de gado das fazendas Tesouro Vienense e Vento Sul, ambas localizadas em Mato Grosso. A primeira foi autuada pelo Ibama uma semana após o último fornecimento de gado à JBS. A segunda não havia sido embargada pelo órgão ambiental. Em contrapartida, o Greenpeace afirmou que "as duas estão envolvidas em desmatamentos ilegais, direta ou indiretamente e são fornecedoras da JBS".

© 2000 – 2012. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/empresas/2711412/jbs-obtem-liminar-contra-greenpeace#ixzz1xgVYvtXh

Fonte: Valor | Por Janice Kiss | De São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *