JBS avalia nova aquisição no Estado

Um mês após assumir as operações da Doux Frangosul no país, o grupo JBS dá os primeiros sinais de que pode ampliar sua atuação no Estado. Desativado há três anos, o abatedouro de suínos Frigorizzi, de Mato Castelhano, seria alvo de interesse da empresa. A planta abatia entre 800 e mil animais por dia. A possibilidade foi ventilada durante reunião em São Paulo entre o presidente da JBS, Wesley Batista, e lideranças do setor, entre elas, o presidente da Fetag, Elton Weber, e o da Ubabef, Francisco Turra. Oficialmente, a empresa afirma que todas as propostas que fazem parte do escopo do negócio do JBS são analisadas.
Nas plantas já adquiridas, o abate de aves em Montenegro e Passo Fundo será retomado até o dia 18 de junho. As unidades devem voltar a operar com 85% do volume abatido antes da paralisação, de 400 a 480 mil aves/dia. Ontem, em encontro com o gerente de Recursos Humanos da empresa, Olávio Lepper, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Alimentação de Passo Fundo, Miguel dos Santos, manifestou preocupação com o recolhimento de FGTS dos funcionários, que não ocorre há pelo menos um ano. Ele foi tranquilizado com a promessa de que haveria o pagamento imediato de R$ 304 mil, parte do débito. Não há informação sobre o valor tota. A assessoria do grupo JBS afirmou que o negócio com a Doux não prevê a quitação de passivo trabalhista, mas que há possibilidade de negociação.

Fonte: Correio do Povo

2 comentários sobre “JBS avalia nova aquisição no Estado

  1. A melhor notícia que região norte do RS poderia receber, á reativação do Frigorizzi de Mato Castelhano RS, seria uma dádiva d´vina, pois os produtores de suínos independentes não tem mais onde venderem seus animais,parabéns a todos que estão se mobilizando por esta iniciativa.

  2. A economia regional do Norte Gaúcho vai ser reaquecida! É lastimável o Frigorizzi, abatedouro e frigorífico apto a exportação, encontrar-se inativo! É uma grande estrutura que deve ser reativada!

Deixe uma resposta para chico Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *