Investimentos estrangeiros no agronegócio foram debatidos por autoridades na Expointer 2008

O seminário ‘O Produtor Rural e os Investimentos Estrangeiros – Oportunidades e Aspectos Legais’, realizado pelo IEJUR – Instituto de Estudos Jurídicos da Atividade Rural em parceria com a Rede Pampa, lotou a Cabanha Pampa/Ulbra na Expointer na segunda-feira (01/9). A palestra do Coordenador do Centro de Agronegócios da Fundação Getúlio Vargas, Prof. Mauro Rezende Lopes, era a mais esperada da noite e não decepcionou, o professor expôs as perspectivas de futuro do agronegócio frente aos investimentos estrangeiros, explicando como estes estão sendo desenvolvidos e fornecendo exemplos de grandes e pequenos grupos, sem distinção entre ambos, demonstrando que não interessa o tamanho do negócio, mais sim a maneira como é feito.

Em contraponto, houve a exposição do Dr. Ricardo Koboldt, professor da faculdade de direito da PUC-RS e titular do escritório Koboldt de Araújo, que tratou as questões jurídicas relativas aos investimentos estrangeiros no agronegócio brasileiro. Após relatar os aspectos técnicos, o advogado analisou de maneira mais criteriosa estes investimentos, concluindo pela recomendação de cautela, em função da ampla abertura econômica e política, que, segundo Koboldt, poderá vir a determinar a desnacionalização da agricultura do país, enfatizando que, ainda que sejam importantes os investimentos estrangeiros, é importante saber para onde realmente irá o lucro.

O evento reuniu autoridades, que debateram com os palestrantes, entre elas, o ex-ministro e presidente da ABEF – Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frangos, Francisco Turra, que ressaltou a excelência do frango brasileiro, citando como exemplo a Rússia, que, a qualquer momento, abrirá, sem restrição, o mercado para carne brasileira, enfatizando a essencialidade da manutenção do controle de sanidade. Turra ressaltou também a preocupação com a dependência de sementes e fertilizantes.

cialis low cost align=”justify”>O presidente do IEJUR buy pain pills online without prescription e coordenador do debate, Ricardo Alfonsin, falou da fundamental importância em discutir sobre os novos rumos e tendências do agronegócio brasileiro, que, apesar de cada vez mais comprovar seu grande potencial para diversificar, precisa garantir realmente o seu desenvolvimento através das novas formas de gestão.

Fonte: Assessoria de Comunicação IEJUR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *