Investimento no setor de fertilizantes deve ser de US$ 13 bi até 2018

Valor é menor do que o previso há um ano pelo setor

por Estadão Conteúdo

 Shutterstock

Um dos motivos da redução nos investimentos em fertiliuzantes é o fium das operaçõe sda Vale, em Mendoza, Argentina (Foto: Editora Globo)

O investimento no setor de fertilizantes até 2018 deve somar US$ 13 bilhões e não mais US$ 18,9 milhões como o Sindicato Nacional da Indústria de Matérias-Primas para Fertilizantes previa um ano atrás. Durante o 3º Congresso Brasileiro de Fertilizantes, o presidente da entidade, Rodolfo Galvani Junior, disse que a redução se deve à suspensão, pela Vale, do projeto Rio Colorado, em Mendoza, na Argentina. A unidade previa investimento de US$ 5,9 bilhões, para uma produção de 4,3 milhões de toneladas de potássio.

De acordo com Galvani, com o início da operação de novas unidades no Brasil, com investimentos da Petrobras, Vale, Galvani, Mbac e Algo American, a dependência de importados deverá cair para 50%, ante os atuais 70% de fertilizantes produzidos fora do País.
Galvani afirmou que a demanda pelos fertilizantes NPK soma 14,9 milhões de toneladas, ante produção de 6,973 milhões de toneladas. Atualmente a demanda é de 13,125 milhões de toneladas de NPK, ante produção de 3,348 milhões de toneladas.

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *