INTEGRADOS ABANDONAM A DIPLOMATA

Pelo menos 80 integrados gaúchos afetados pelo processo de recuperação judicial da Diplomata devem migrar para a Cooperativa Aurora, no Oeste catarinense, no início deste mês. Outros 80 criadores da Zona da Produção, no Norte do Estado, já estão trabalhando para o Frigorífico Agrodanieli, de Tapejara. Além dos 160 criadores gaúchos, outros 550 de Santa Catarina e Paraná têm valores em haver com a empresa e aguardam um decisão da Justiça. No dia 15 de fevereiro, o juiz da 1 Vara Cível de Cascavel (PR), Leandro Campos, concedeu à indústria mais 180 dias de prazo para a recuperação judicial. Em cálculo atualizado, as dívidas da Diplomata somam R$ 700 milhões. O administrador judicial nomeado, Darci Pessali, destaca que a empresa está no prazo para apresentar a lista de credores e que a decisão dos criadores de suspender o alojamento não é relevante no momento.

Conforme o coordenador da Fetraf, Alexandre Bergamin, um movimento iniciado na última semana tenta incluir os integrados no mesmo patamar dos trabalhadores da empresa, permitindo que os criadores também sejam os primeiros a receber as indenizações. Até a próxima reunião, no dia 8, os avicultores pressionarão pelo agendamento da assembleia de credores.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *