INFORME RURAL | GISELE LOEBLEIN

 

  • Crescimento nas pistas de primavera

    A cada novo lote de animais vendido, a temporada de remates de primavera do Estado vai consolidando resultados expressivos. As médias e o faturamento obtidos em leilões particulares e feiras oficiais têm superado projeções feitas no início do período.
    Presidente do Sindicato dos Leiloeiros Rurais do Estado (Sindiler), Jarbas Knorr já estimava um crescimento entre 15% e 20%. Agora, com as vendas se encaminhando para o fim, assegura que as médias dos animais serão pelo menos 15% maiores do que as registradas no ano passado.
    Uma combinação de fatores ajuda a explicar esse desempenho singular, na visão de Knorr. A oferta de touros e fêmeas de qualidade é um deles.
    – A genética oferecida, que tem atraído cada vez mais compradores de outros Estados, talvez seja o grande ponto alto da temporada – avalia Francisco Schardong, presidente da Comissão de Exposições e Feiras da Federação da Agricultura do Estado.
    Outro fator a ser considerado é a capitalização do produtor rural, que permite investimentos e dá maior poder de barganha na compra. Para Knorr, esta deve ser a melhor temporada dos últimos anos.
    – Os resultados mostram que a pecuária está dando resposta mesmo com a pressão das lavouras de soja – completa Schardong, em uma referência ao avanço do grão no Estado.
    Para o dirigente, o crédito liberado para as exposições, com juros compatíveis, também impulsiona as vendas. Criadores buscam nos leilões da primavera reprodutores – touros e fêmeas – com qualidade reconhecida para melhorar a produção. O impacto desse investimento também chega ao consumidor final, já que a pecuária eficiente garante a carne desejada.

  • Investimentos à altura da precisão gaúcha

    Com a meta de alcançar 7% do mercado de pulverizadores no país até 2016 – atualmente detém 2,5% –, a Pla do Brasil aposta em inovações para 2014. A primeira delas é a ferramenta Connected Farm (na imagem em detalhe), fruto da parceria com a empresa americana Trimble. O software, que poderá vir de fábrica ou ser instalado, permite controlar à distância os equipamentos utilizados na propriedade.
    – As informações são recebidas em tempo real e a partir delas é possível elaborar gráficos que mostram a performance das máquinas – explica Tomas Lorenzzon, gerente de marketing.
    O lançamento oficial deve ser no início do próximo ano, durante a Coopavel, feira realizada no Paraná. Outra estratégia é o foco no mercado gaúcho, com a venda de pulverizadores entre 2 mil e 2,5 mil litros, que atendam às necessidades da produção local, em propriedades de tamanho menor do que as do Centro-Oeste, por exemplo.
    – No Rio Grande do Sul, se vê muita agricultura de precisão. O Estado é a menina dos olhos – justifica Renato Silva, diretor de vendas e marketing.
    Com origem na Argentina, a Pla tem fábrica em Canoas, com capacidade para produzir até 320 pulverizadores por ano. A unidade de 20 mil metros quadrados está sendo reformulada, com investimento de R$ 1,5 milhão (foto maior). É de lá que está saindo outra novidade: o autopropelido com barra feita com fibra de carbono, como havia antecipado o Informe Rural.

  • Detalhe da ferramenta Connected Farm

  • O volume de embalagens de defensivos agrícolas encaminhado para destino ambientalmente correto, entre janeiro e setembro, foi 12% superior a igual período de 2012, somando 32,04 mil toneladas no país. A iniciativa é feita pelo Sistema Campo Limpo.

  • É Friboi?

    A campanha publicitária da marca Friboi, com participação do ator Toni Ramos, continua suscitando críticas de representantes do agronegócio brasileiro. Dessa vez, veio do superintendente do Ministério da Agricultura no Estado, Francisco Signor:
    – Querem impor uma marca para a carne brasileira, não podemos engolir isso, diante de tantas raças e trabalho qualificado que temos.
    O argumento é que há centenas de marcas com certificado do Serviço de Inspeção Federal (SIF) – documento que assegura procedência e qualidade.
    Procurada, a Friboi, do grupo JBS, não se manifestou sobre o assunto.

  • A faculdade de Agronomia da UFRGS realiza, nos dias 7 e 8 de novembro, o 1ºSimpósio sobre a Ciência do Agronegócio e o 11º Encontro Cepan-UFRGS. Informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 9765-7133 ou pelo e-mail cepanufrgs@gmail.com
    Colaborou Joana Colussi

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *