INFORME RURAL | GISELE LOEBLEIN

 

  • Edital de concurso na próxima semana

    Apresentado durante o escândalo da fraude do leite como uma das medidas para coibir a repetição de problemas desse tipo, o reforço na equipe da defesa agropecuária da Secretaria Estadual da Agricultura promete finalmente começar a sair do papel. A publicação do edital para o concurso público que prevê a abertura de 130 vagas é estimada para a próxima semana.
    São 120 vagas para fiscais, dos quais cem médicos veterinários e 20 engenheiros agrônomos, além de 10 técnicos superiores agropecuários – quatro veterinários, quatro agrônomos e dois engenheiros florestais.
    A projeção otimista é do chefe de gabinete da secretaria da Agricultura, José Wilson Toralles da Cruz, que está trabalhando em parceria com a Fundação Para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH) para acertar os detalhes finais do contrato. A minuta já foi aprovada e a assinatura entre as partes deve ocorrer na segunda-feira.
    Paralelo a isso, uma força-tarefa, formada pela Agricultura, pela fundação e pela Secretaria da Administração e Recursos Humanos, trabalha na elaboração do edital. É por isso que Cruz estima a publicação, no máximo até a próxima quarta-feira.
    Como os desdobramentos referentes a prazos estão sendo ajustados, a data das provas não foi definida, mas pode ser marcada para novembro.
    A carência de profissionais e a necessidade de concurso nesta área vêm sendo apontadas há bastante tempo. Segundo Fernando Turna, presidente da Associação dos Fiscais Agropecuários do Estado (Afagro), a necessidade seria de 277 fiscais – 217 veterinários e 60 agrônomos. Sobre o edital, é cauteloso:
    – Só acredito no dia que sair.

  • Por todos os caminhos

    Depois de exportar biodiesel para a Europa, a BSBios aposta em novos trilhos para ganhar mercado. A empresa acaba de fazer o primeiro transporte ferroviário de biocombustível, saindo de Passo Fundo em direção ao porto de Paranaguá, no Paraná. De lá, a carga parte com destino ao Velho Continente. Sobre a iniciativa, o diretor-presidente da BSBios, Erasmo Carlos Battistella afirma:
    – Representa um avanço na logística do produto, por ser um transporte mais econômico e rápido.
    Uma simples conta ajuda a exemplificar o que o executivo está falando. Se fosse despachada pelo modal rodoviário, a quantidade de biodiesel embarcada neste primeiro lote, 5 mil metros cúbicos, exigiria 111 caminhões para o transporte. Cada carreta leva, em média, 45 metros cúbicos.

  • Trigo turco no biscoito brasileiro

    A dificuldade de compra da farinha de trigo está fazendo o Brasil buscar novos parceiros para abastecer o mercado. Um deles é a Turquia. Uma missão daquele país esteve na sede da Associação Nacional das Indústrias de Biscoitos (Anib), em São Paulo.
    – Estamos sofrendo com as quebras nas safras em razão das geadas, escassez do insumo e alta do dólar, fatores que encarecem o produto no Brasil – diz o presidente da Anib, Alexandre Colombo.
    O peso do preço da farinha na produção é grande: 40% do custo do biscoito e 60% a 70% do macarrão. Segundo Cláudio Zanão, presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Massas Alimentícias e Pão & Bolo Industrializado, o Brasil consome 10 milhões de toneladas de trigo por ano, mas produz cerca de 5 milhões.
    – O Brasil terá de buscar entre 2 milhões e 3 milhões de toneladas de fora do Mercosul, tradicional fornecedor – completa.
    A ideia é começar a importação com um lote piloto, para testar trâmite e qualidade.

  • A Turquia tem produção de cerca de 20 milhões de toneladas de trigo por ano.

  • Por meio de decreto publicado ontem no Diário Oficial, o Ministério da Agricultura receberá crédito extra de R$ 40,4 milhões, que serão aplicados em ações de defesa agropecuária.

  • A Associação Deula-Brasil está com inscrições abertas para o programa de intercâmbio Brasil/Alemanha. A iniciativa permite que jovens entre 18 e 28 anos tenham a oportunidade de fazer estágio, durante um ano, em uma propriedade rural do país europeu. Informações em deulabrasil.blogspot.com.br.

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *