INFORME RURAL | CAMPO E LAVOURA

 

  • Máquinas para melhorar as estradas e o escoamento da soja

    Agricultores familiares do Rio Grande do Sul vão ganhar uma forcinha extra para escoar a produção. Em cerimônia que deverá ser realizada hoje, na Capital, o Ministério do Desenvolvimento Agrário doará 80 retroescavadeiras e 40 motoniveladoras para representantes de 54 municípios do Estado. As máquinas serão usadas na manutenção e construção de estradas vicinais, essenciais para o deslocamento de cargas nas zonas rurais. A entrega dos equipamentos contará com a presença da presidente Dilma Rousseff.
    De acordo com o ministério, o investimento nas máquinas é de R$ 28,5 milhões e deve beneficiar aproximadamente 65 mil pequenos produtores do Estado.

  • Temporada de remates e de crédito extra

    Oinício da temporada de remates de outono desperta especial atenção dos bancos públicos no Estado. Tanto Banrisul quanto Banco do Brasil (BB) devem oferecer cerca de R$ 100 milhões cada em crédito nas feiras realizadas no Rio Grande do Sul. Nos leilões de outono, a principal atenção dos criadores vai para a compra de novilhas, terneiros e vaquilhonas, comercializados para recria e engorda.
    Além dos animais que normalmente têm maior destaque nas feiras, o crédito do BB também propicia o financiamento de bovinos, equinos, bubalinos, ovinos e caprinos. Por meio do programa, sêmen de reprodutores de alta linhagem, embriões, reprodutores e matrizes de suínos também podem ser financiados.
    O Banrisul anuncia a participação em 195 feiras no período. Na linha lançada pelo banco, cada produtor poderá financiar até R$ 100 mil, com taxa de juro de 5,5% ao ano. Devido ao número reduzido de animais no campo estimado para este ano, a projeção do Sindicato dos Leiloeiros Rurais do Estado é de alta de 25% nos preços. Em 2012, foram comercializados 56.693 animais, resultando em faturamento de R$ 41,7 milhões.

  • Suspensa vacinação contra aftosa

    A Sociedade Rural da Argentina alertou para o risco de flexibilização do controle contra a febre aftosa no país. A entidade diz ser arriscada a decisão do Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar, que proibiu a vacinação contra aftosa no sul do Rio Colorado, região conhecida como Patagônia Norte (províncias de Río Negro e Neuquén). A medida atende decisão do Ministério de Agricultura de ampliar a zona livre de aftosa sem vacinação, que abrange o sul da Patagônia.

  • Começa o plantio de morangos

    Os produtores de morango do Estado iniciaram o plantio da safra. Segundo a Emater, a cultura deve ter acréscimo de 10% no número de mudas cultivadas em 2013.
    No ano passado, área de 540 hectares resultou na produção de 18,4 mil toneladas da fruta. Os bons resultados aumentaram os investimentos na cultura e a procura dos gaúchos por mudas importadas, a maior parte vinda do Chile e da Argentina.

  • As exportações brasileiras de carne suína para o mercado russo somaram quase 32 mil toneladas no primeiro trimestre, 95,2% acima do embarcado em igual período de 2012.

  • – Os produtores rurais têm até o dia 30 para regularizar a situação na Secretaria da Agricultura. Quem tem animais e ainda não tem cadastro de propriedade rural ou de produtor rural deve procurar a unidade local, inspetoria veterinária ou posto veterinário para preencher os formulários.

  • Vendas aumentaram 5% em abril

    As exportações de carne de frango em abril devem superar o volume embarcado em março, de acordo com estimativa da União Brasileira de Avicultura (Ubabef). Dados preliminares do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio mostram que, na primeira semana do mês, foram exportadas, em média, 2,2 mil toneladas por dia, volume 38% maior do que em março e 5% acima de abril de 2012.

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *