Incentivos anunciados pelo governo levam ao enfraquecimento nos preços do trigo

Mesmo assim, segundo os pesquisadores, nos primeiros dias deste mês, as cotações do cereal estão em média 50% maiores do que em abril de 2012

Eduardo Ongaro

Foto: Eduardo Ongaro / Canal Rural

Procura pelo cereal tem sido maior especialmente na região oeste do Paraná, em Ponta Grossa e em São Paulo

Compradores de trigo em grão estiveram praticamente fora de mercado nos primeiros meses de 2013, devido aos incentivos anunciados pelo governo – exoneração da TEC e leilões de venda –, o que levou ao enfraquecimento dos preços. A informação é do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

Mesmo assim, segundo os pesquisadores, nos primeiros dias de abril, as cotações do cereal (em termos nominais) estão em média 50% maiores do que em abril (mês todo) de 2012, tanto no mercado de balcão quanto no disponível. A primeira edição dos leilões da Conab, porém, não foi bem aceita por compradores devido aos altos preços definidos pelo governo – R$ 750,00 por tonelada para o trigo do Paraná –, tendo sido negociadas apenas 35% das ofertas.

Já na segunda edição, realizada na quarta passada, dia 3, o preço de abertura baixou para R$ 700,00 por tonelada, e 52% das ofertas foram arrematadas, ainda abaixo do esperado. Paralelamente, compradores voltaram ao mercado spot.

Segundo os especialistas do Cepea, a procura pelo cereal tem sido maior especialmente na região oeste do Paraná, em Ponta Grossa e em São Paulo. A Conab divulgou novos editais de leilão para o próximo dia 18 de abril.

CEPEA

Fonte: Ruralbr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *