IMPACTO NO MERCADO – Sem BNDES, vendas de máquinas devem cair, afirma Anfavea

Segundo o vice-presidente da instituição, as esperanças se concentram no Banco do Brasil, já que há rumores de que o banco liberaria cerca de R$ 500 milhões

Design de máquinas agrícolasFonte: Massey Ferguson/divulgação

Com o esgotamento dos recursos do programa Moderfrota, principal linha de financiamento de máquinas agrícolas do Brasil, às vésperas da maior feira de tecnologia agrícola do país, a Agrishow, o volume de negócios envolvendo maquinários deve recuar significativamente na edição de 2019, segundo o vice-presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Alfredo Miguel Neto.

Na última segunda-feira, dia 15, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou ter suspendido no dia 11 pedidos de crédito do Moderfrota e do Inovagro, que financia investimentos em inovação no setor, na safra 2018/19. “O grande produtor tem alternativas, com linhas do banco onde é correntista, mas o pequeno e o médio não têm. As vendas não devem parar na feira, mas vai haver uma redução grande”, disse Miguel Neto.