HÓSPEDES INUSITADOS – Um teto para chamar de seu: conheça o hotel para abelhas solitárias

Com a estrutura, agricultor pode ter um ambiente mais favorável para produzir, aumentando o rendimento em sua propriedade

hotel de abelhasFoto: Kenia Santos/ Canal Rural

Elas são pequenas, rápidas e na maioria das vezes passam despercebidas por nós. Se você pensou nas abelhas, acertou! O inseto é responsável pela polinização de diversas culturas que impactam diretamente a produção agrícola do Brasil.

De acordo com um levantamento realizado pela Rede Brasileira de Interações Planta-Polinizador (Rebipp) em conjunto com a Plataforma Brasileira de Biodiversidades e Serviços Ecossistêmicos (BPEBES), em termos monetários, a contribuição econômica dos polinizadores representou cerca R$ 43 bilhões só em 2018. Ainda segundo o estudo, a lista de polinizadores supera 600 animais. Neste meio, as abelhas predominam, representando 66% das espécies.

Pensando na preservação destes insetos, um hotel para abelhas foi apresentado durante a Show Safra BR-163, que acontece em Lucas do Rio Verde (MT). Esta foi a primeira vez que a tecnologia foi exposta no estado.

Paulo Jerônimo, gerente comercial da Bayer em Lucas do Rio Verde, explica que uma das principais funções do abrigo inusitado é hospedar as chamadas ‘abelhas solitárias’. Ele comenta que atualmente há um mito de que os insetos só vivem em colônias.

“Diferente do que muitos imaginam, as abelhas não servem apenas para fazer mel e nem vivem somente em colônias. A maioria das espécies de abelhas no Brasil são solitárias, elas procuram ou cavam pequenos espaços em estruturas naturais para fazerem seus ninhos. São excelentes polinizadoras, importantes para a produção de alimentos”, disse.

A espécie presta um serviço ecossistêmico essencial para a biodiversidade, por polinizar não apenas as culturas agrícolas como também plantas silvestres. Estima-se que 35% da produção agrícola global, bem como 85% das plantas selvagens dependem, em algum grau, da polinização.

hotel de abelhas

Foto: Kenia Santos/ Canal Rural

hotel de abelhas

Foto: Kenia Santos/ Canal Rural

hotel de abelhas

Foto: Kenia Santos/ Canal Rural

Como funciona?

A estrutura é simples, fácil de instalar e pode ser usada em diversos ambientes, tanto rural quanto urbano, explica Jerônimo. “Nas estruturas, usamos diversos tipos de madeiras com diferentes perfurações, que servem não somente para melhorar a adaptação nos locais mas também para chamar atenção de outros insetos polinizadores”, explica o gerente comercial.

O produtor também tem a opção de utilizar outros tipos de materiais nos “quartos”, o que garante a satisfação dos clientes. “Além da madeira, é possível usar capim, vários tipos de terras e feno, tudo isso para melhor acolher as abelhas. Isso ajuda o produtor que utiliza esse meio de produção a ter um ambiente favorável, aumentando a produtividade em sua propriedade”, afirma.

O material pode ser comprado junto ao um representante da empresa, ou adquirido através de um programa de pontos da Bayer, o AgroServices.

Por Kenia Santos, de Lucas do Rio Verde (MT)

Fonte : Canal Rural

Compartilhe!