GTFoods diversifica negócios

Depois de sofrer com a disparada dos grãos usados na ração animal em 2012, o grupo paranaense GTFoods, especializado em carne de frango, iniciou 2013 em ritmo acelerado. Com os preços da carne em patamares elevados, a empresa ampliou os abates e prevê ultrapassar a barreira de R$ 1 bilhão em faturamento.

"Como iniciamos um processo de aumento de abates em algumas plantas, o objetivo é chegar em R$ 1,5 bilhão ao fim do ano", afirma o gerente de vendas do grupo, Merlin Machado. Ele reconhece, no entanto, que a receita da GTFoods neste ano deve ficar entre R$ 1,2 bilhão e R$ 1,3 bilhão. No ano passado, a empresa faturou R$ 900 milhões.

Com seis frigoríficos no Estado do Paraná, o grupo abate, atualmente, cerca de 480 mil aves por dia, um acréscimo de 30% sobre o ritmo de 370 mil aves por dia no ano passado. A GTFoods exporta, ainda, cerca de 20% da produção de carne de frango. Os principais destinos dessas vendas são Oriente Médio e Japão.

A elevação da produção da GTFoods acontece num momento de menor pressão para a avicultura brasileira. No ano passado, o setor registrou a primeira queda de produção desde 2000 e enfrentou a alta dos grãos usados na ração animal, o que impactou a rentabilidade das empresas. Para 2013, o horizonte é mais otimista, ainda que os grãos venham recuem mais lentamente que o esperado e a inflação preocupe.

Mas a menor pressão dos custos não será a única alavanca da GTFoods neste ano. Criada no fim de 2011 a partir da aquisição da Avícola Felipe, de Paranavaí (PR), pela Frangos Canção, a empresa vem diversificando as operações a partir da distribuição de alimentos – embutidos, pescados, vegetais e frutas vermelhas.

A meta da GTFoods é elevar a participação do segmento de distribuição de alimentos no faturamento do grupo dos atuais 5% para pelo menos 8% até o fim deste ano, numa estratégia para amenizar a baixa rentabilidade nas vendas de carne de frango in natura. "O frango é uma commodity pura, que trabalha com margens apertadas", afirma Merlin Machado. Atualmente, as vendas de carne de frango respondem por 95% da receita da companhia.

Os planos de diversificação da GTFoods são ambiciosos. A empresa estuda construir uma fábrica de embutidos, segundo Machado, mas ainda não há data para início e nem orçamento. A produção própria de salsichas e linguiças, entre outros, faria todo sentido para a empresa, que já atua no segmento com a marca Alimentos Canção. Hoje, a empresa vende embutidos produzidos por terceiros. Além de embutidos com marca própria, a área de distribuição de alimentos da GTFoods comercializa batatas com a marca Alimentos Canção. Segundo Machado, a empresa distribuirá outros dois produtos com marca ainda neste ano: bacalhau e pão de queijo.

© 2000 – 2012. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3113336/gtfoods-diversifica-negocios#ixzz2Sbv7NxKr

Fonte: Valor | Por Luiz Henrique Mendes | De São Paulo

Compartilhe!