GRUPO AVALIA REVISÃO NA LEI DE CULTIVARES

Após audiência pública sobre a cobrança de royalties pelo uso da soja transgênica da Monsanto, ontem, na Comissão da Agricultura da Câmara dos Deputados, parlamentares manifestaram a intenção de criar um grupo para debater possíveis alterações nas leis das cultivares e de patentes. De acordo com o deputado Luis Carlos Heinze, o objetivo seria proteger o agricultor e as empresas nacionais. ‘Esse impasse preocupa. Hoje é a Monsanto, mas e amanhã?’, diz, referindo-se às ações judiciais.

O presidente da Aprosoja/RS, Irineu Orth, avaliou que a criação de uma comissão especial pode ser o caminho para mudar a forma de cobrança. ‘A Monsanto gasta R$ 150 milhões, mas arrecada R$ 3 bilhões por ano com a tecnologia’, criticou. Ele afirma que os sojicultores aceitam pagar, mas na compra da semente.

Aprosoja orienta

– Quem recebeu o boleto dos royalties e não pagou deve arquivá-lo;

– Quem recebeu o boleto e já pagou os royalties deve guardá-lo para eventual ressarcimento;

– Se o agricultor já assinou o contrato, pode cancelá-lo.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *