GRÃOS | Falta de documentos aumenta os atrasos

Documentos incompletos apresentados nos projetos estão entre os motivos para o represamento do programa Mais Água, Mais Renda, segundo a Secretaria da Agricultura. Desde que a nova licença entrou em vigor, em abril deste ano, técnicos da pasta montaram uma força-tarefa para avaliar os pedidos dos produtores dentro das regras atualizadas.
Conforme André Stolaruck, um dos coordenadores do programa, dos 400 pedidos avaliados desde abril mais de cem já foram liberados, grande parte de produtores que não solicitaram financiamento. Dos quase 300 que estão em análise, pelo menos 30% tiveram problemas com documentação e foram devolvidos à Emater ou a técnicos contratados por agricultores.
– Estamos providenciando o que falta. Documento é fácil de resolver, às vezes é apenas um croqui da propriedade, nada que dependa de outra entidade ou que justifique tanta demora – avalia José Enoir Daniel, assistente técnico estadual da Emater.
Consultor técnico da Federação da Agricultura do Estado, Ivo Lessa reconhece que há deficiências no encaminhamento.
– São documentos que precisam estar em dia para não esbarrar na burocracia – afirma Lessa.
A entidade confirma que pelo menos cem projetos foram devolvidos pela secretaria neste ano por alguma irregularidade na documentação.

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *