GRITO DA TERRA ABRE AGENDA EM BRASÍLIA

Contag espera para esta semana resposta às reivindicações do setor

A agenda do 19 Grito da Terra Nacional começa hoje pela manhã, com reunião entre a Contag e a presidente Dilma Rousseff, em Brasília. A ideia é dar continuidade às negociações sobre os gargalos do setor para que, ainda esta semana, os pequenos agricultores tenham uma resposta efetiva para as reivindicações do campo. Uma sinalização mais precisa deve vir amanhã durante reunião com os ministérios da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e Fazenda. Entre as questões ainda pendentes está a retomada nacional da reforma agrária, preços mínimos que garantam renda aos agricultores e o fechamento do Plano Safra da Agricultura Familiar, previsto para ser anunciado em 6 de junho, às 11h. Para amanhã, também está prevista mobilização na Esplanada dos Ministérios, o que deve reunir até 4 mil pequenos agricultores.

Para o presidente da Contag, Alberto Broch, os encontros são estratégicos para um resultado positivo. A comitiva gaúcha para o movimento será composta por cem pessoas e liderada pelo presidente da Fetag, Elton Weber.

Alguns pleitos

– Desapropriação de terras para fins de reforma agrária;

– Investimento na regularização e no desenvolvimento social, produtivo e ambiental dos projetos de assentamento existentes;

– R$ 42 bilhões para o Plano Safra da Agricultura Familiar 2013/2014, sendo R$ 30 bilhões para o crédito rural e R$ 12 bilhões para assistência técnica, Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar, seguro agrícola e regularização ambiental.

Fonte: Correio do Povo

Compartilhe!