GRANIZO E VENTO ATINGEM O TABACO

O vento forte, acompanhado de granizo, causou danos em lavouras de tabaco e o destelhamento de paióis e estufas entre quinta e sexta-feira em diversas regiões do Estado. De acordo com o setor de mutualidade da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), até a tarde de ontem, houve aproximadamente 810 comunicados de prejuízos, provenientes dos três estados do Sul. Os maiores problemas se concentram no Rio Grande do Sul, com 730 avisos.

No Vale do Rio Pardo e no Centro-Serra, mais de 440 propriedades foram atingidas pelo granizo. Conforme o coordenador do departamento técnico da Afubra, Paulo Vicente Ogliari, os municípios mais prejudicados são Vera Cruz, Candelária e Venâncio Aires. Com as folhas mais nobres por serem colhidas, os estragos são ainda maiores. No ciclo 2012/2013, a Afubra já totalizou 17.800 comunicados no Sul. O número representa quase o dobro de notificações do mesmo período do ano passado, que registrou 9.870 avisos. ‘Tivemos menos problemas na última safra porque choveu menos.’

Em Vera Cruz, produtores rurais dos arredores de Vila Progresso foram bastante afetados. Na propriedade dos sócios Valmir Ziebel e Carlos Valdeci Machado, em Linha Tapera, o granizo devastou a lavoura em questão de dez minutos. Dos quatro fornos da propriedade, dois sofreram avarias nos telhados em função do vento forte.

Fonte: Correio do Povo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.