Governos discutem reforma agrária da Fazenda Uruanan (CE)

Os governos federal e do Ceará deram um novo passo, nesta terça-feira (22), no processo de reforma agrária da Fazenda Uruanan. O ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, se reuniu com o governador do estado, Camilo Santana, para tratar do assunto. Na ocasião, Santana recebeu um relatório elaborado por técnicos da Secretaria de Reordenamento Agrário (SRA/MDA). O documento delimita as ações e os próximos passos para acelerar o assentamento das mais de 900 famílias acampadas no local.

Para Camilo Santana, o relatório é um avanço para resolver a situação das famílias acampadas. “Sem dúvida é um passo importante, construído com o diálogo entre as instituições, com a participação dos próprios acampados”, disse. “Agora é avançar para que possamos concretizar as reinvindicações antigas desses trabalhadores”, destacou o governador do Ceará.

De acordo com o secretário da SRA/MDA, Adhemar Almeida, que participou da reunião e entregou o relatório ao governador, o levantamento é um avanço para acelerar o processo de reforma agrária da fazenda. Segundo ele, o próximo passo é aguardar que o governo do Ceará coloque em prática o Projeto Uruanan, o que deve acontecer em breve. “Trata-se de um projeto de desenvolvimento para aquela região toda, que envolve quatro municípios”, salientou ao explicar que a ação vai envolver a Universidade Federal do Ceará (UFC) e um conjunto de órgãos públicos para discutir o desenvolvimento da região.

A partir da consolidação do projeto, será criado um grupo interinstitucional que vai fazer o detalhamento técnico de cada um dos 19 projetos de financiamento de terra para os futuros assentados da fazenda Uruanan. “A expectativa é de que, no início do segundo semestre, comecem a aparecer os primeiros resultados objetivos”, ponderou Almeida. 

Adolfo Brito
Ascom/MDA

Fonte : MDA

Compartilhe!