- Ricardo Alfonsin Advogados - https://alfonsin.com.br -

Governo quer incluir novas cidades em medidas de prorrogação de dívidas

Nos últimos dias, a pasta tem realizado consultas financeiras com bancos para dimensionar o impacto financeiro da inclusão de mais 407 cidades afetadas pela seca até o dia 30 de junho

07 de julho de 2020 às 20h01

Por Paola Cuenca, de Brasília

O Ministério da Agricultura pretende incluir cidades com estado de emergência, em razão da seca, decretado até 30 junho, nas medidas de prorrogação de dívidas, anunciadas em 9 de abril. Técnicos estão finalizando o estudo de impacto financeiro

De acordo com o diretor de financiamento e informação do Ministério da Agricultura, Wilson Vaz de Araújo, nos últimos dias a pasta tem realizado consultas financeiras com bancos para dimensionar o impacto financeiro da inclusão de mais 407 cidades, impactadas pela estiagem, nas medidas de renegociação de dívidas de produtores rurais.

A intenção do ministério é estender a data limite de inclusão de cidades com estado de emergência ou calamidade, decretadas por governos estaduais, em razão da seca, até o dia 30 de junho.

No último mês, o antigo secretário de política agrícola, Eduardo Sampaio, havia informado que o ministério estudava ampliar a data limite de inclusão de cidades para 31 de maio. Naquela época, o ministério buscava fundos que pudessem viabilizar a medida.

De acordo com wilson vaz, as verbas já foram definidas: os recursos que sobraram do último plano safra serão utilizados nessa ação e a previsão é de que na próxima semana o pedido de aumento da data limite para 30 de junho seja colocado para aprovação no Conselho Monetário Nacional.

Fonte: Canal Rural

Compartilhe!