Governo garante que haverá fiscais nos portos

A Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec) saiu ontem da reunião com o ministro da agricultura Antonio Andrade confiante de que medidas serão tomadas pelo governo para evitar que o escoamento da safra de grãos este ano seja caótica, como foi no ciclo passado. Uma fonte do Ministério da Agricultura que preferiu não se identificar informou que o que ficou acertado é que governo vai deixar sempre de três a quatro fiscais agropecuários nos portos para agilizar a emissão de certificados e os embarques.

A Anec prevê que o Brasil vai exportar este ano 44 milhões de toneladas de soja, 19 milhões de toneladas de milho e 13,5 milhões de toneladas de farelo de soja por nove principais portos. Essa carga, nos cálculos da entidade, demandará a emissão de 16.981 certificados fitossanitários e o carregamento de 1.295 navios. O pico do escoamento está previsto para maio, quando 164 embarcações terão que ser carregadas nos portos brasileiros, o que exigirá a emissão de 1.921 certificados fitossanitários, segundo a Anec.

O diretor-geral da entidade, Sérgio Mendes, afirmou que o ministério está "convencido" de que além do reforço de fiscais nos portos para emitir certificados fitossanitários para exportação, é preciso que fiscais em todos os portos tenham expediente no fim de semana. "Pedimos também para que o governo crie um plantão ‘SOS’ de fiscais, para que, independentemente de haver profissionais de férias, doentes, de licença, etc, haja um plantão permanente para atender urgências", explicou.

© 2000 – 2014. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3395690/governo-garante-que-havera-fiscais-nos-portos#ixzz2qTCAD7dW

Fonte: Valor | Por Fabiana Batista e Tarso Veloso | De São Paulo e Brasília

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *