Governo define direcionamento dos recursos do Funcafé

Conselho Nacional do Café consultou ministra da Agricultura na semana passada para pedir antecipação da verba destinada ao fundo
Foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), nesta segunda-feira (30/3), a resolução que define o direcionamento dos recursos para o Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) em 2020. A medida foi assinada pelo presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto, com o aval do Ministério da Economia.Na semana passada, o Conselho Monetário Nacional (CMN) havia aprovado um aumento de 12,5% nos recursos, destinando R$ 5,71 bilhões em seis linhas de financiamento, considerando a ampliação nas linhas de custeio (23,1%) e de comercialização (17,2%).

Os recursos contemplam operações de custeio até R$ 1,6 bilhão e de comercialização no valor que compreende até R$ 2,3 bilhões. Além disso, a resolução define que até R$ 1,150 bilhão será destinado para financiamento para Aquisição de Café, enquanto o financiamento para Recuperação de Cafezais Danificados receberá até R$ 10 milhões.

Já o financiamento de capital de giro para cooperativas e para indústria de café solúvel e de torrefação receberá até R$ 650 milhões. Apenas o financiamento de contratos de opção e operações em mercados futuros não tem valor destinado ao financiamento.

“Essa medida é essencial para que possamos honrar os compromissos com nossos fornecedores e trabalhadores, pois iniciamos a colheita”, diz o presidente do Conselho Nacional do Café, Silas Brasileiro, pontuando que a entidade enviou um ofício para a ministra da AgriculturaTereza Cristina.

A entidade também manifestou ao governo federal, caso haja impacto na exportação de café do Brasil devido à falta de contêineres, a necessidade de prorrogação de vencimentos dos financiamentos tomados pelo setor.

Fonte: PORTAL DO AGRONEGÓCIO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *