Governo amplia medida que autoriza pecuaristas atingidos pela seca a comprar milho para ração animal

Agora, produtores do Paraná também terão direito à compra do produto subsidiado

por Agência Brasil

sxc.hu

O secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Caio Rocha, anunciou nesta quinta-feira (8/3) que o governo vai ampliar a medida que gerou a possibilidade de pecuaristas afetados pela seca e pela escassez de milhoadquirirem parte dos estoques públicos do produto destinado à ração animal. Rocha informou que o limite de aquisição pela venda balcão, que era de até 6 mil toneladas por produtor na primeira portaria, será ampliado para 27 mil toneladas. De acordo com o secretário, o limite dependerá da quantidade de animais que o pecuarista tiver na propriedade.
Além disso, os produtores do Paraná também terão direito à compra do milho subsidiado, no valor de R$ 21 a saca de 60 quilos. O secretário informou ainda que, na próxima semana, fará uma reunião com representantes da cadeia produtiva do milho para discutir algumas questões de logística do produto no país. “Somos autossuficientes na produção de milho, mas a distribuição da produção é que traz problemas logísticos por região”, explicou após apresentação do sexto levantamento da safra de grãos.
Segundo Rocha, a intenção é definir um projeto estratégico que resolva, nas próximas safras, a questão do custo de transporte do milho de uma região para outra. “No Rio Grande do Sul, por exemplo, em ano de boa produção ainda faltam 2 milhões de toneladas para o abastecimento. Iniciaremos um processo para corrigir essa deficiência por estados”, garantiu.

Fonte:  Globo Rural

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.