Goiás – O que o Senar GO fez para ajudar 60 produtores rurais a melhorar resultados

Parceria entre instituições facilitou gestão rural com uso de software agrícola Aegro

Alcançar uma produção agrícola rentável envolve muitos fatores, principalmente uma boa gestão. Saber quais custos são mais representativos e quanto se tem de rentabilidade é essencial para entender se a atividade está sendo viável.

Mas esse controle ainda é uma dificuldade para o produtor rural. Segundo pesquisa de uso da tecnologia da informação no agronegócio, do Sebrae, 30% dos produtores rurais do Estado de Goiás não fazem o controle de receitas, despesas, custos e estoque do negócio rural.

Essa dificuldade dos produtores rurais tem sido mudada pelo Senar Goiás (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural). Em conjunto com o Ifag (Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás), a entidade iniciou um projeto piloto com o software de gestão agrícola Aegro. Utilizando a Metodologia de Assistência Técnica e Gerencial do Senar, vem ajudando 60 produtores do interior do Estado a melhorar seus resultados através de consultorias e do controle facilitado e eficaz proporcionado pelo software agro.

Com uso do aplicativo, os produtores conseguem fazer o planejamento de toda a safra, acompanhando o pré-plantio, plantio, condições da lavoura e a colheita. Eles monitoram os custos envolvidos na atividade, como o gasto de cada máquina por hora de trabalho, além de controlar os itens no estoque da fazenda.

Atender agricultores à base da planilha, papel e caneta era inviável. A parceria com o Aegro foi fundamental para podermos fazer o atendimento ao agricultor e o armazenamento de dados, o que antes não existia, pois não tínhamos um software para isso , afirma Fernando Borges, coordenador técnico do Ifag e um dos responsáveis pela parceria. Os produtores têm demonstrado comprometimento e engajamento no uso do software, tanto é que já estão em pleno planejamento da próxima safra , completa.

O produtor hoje consegue alimentar informações importantes da sua fazenda pelo próprio celular, mesmo sem acesso direto à internet. Assim, não precisa deixar o campo e passar mais tempo no escritório, por exemplo. Os técnicos do Senar acompanham todos os procedimentos, auxiliando o agricultor nessa nova forma de fazer gestão. Com a parceria entre as instituições, são monitorados 44 mil hectares nas cidades de Itaberaí e Silvânia, em Goiás. O atendimento contempla produtores de soja, milho, feijão, tomate industrial, girassol, aveia e trigo, devendo ser estendido a mais 100 agricultores até o final do ano.

Segundo o diretor executivo do Ifag, Edson Novaes, e o superintende do Senar Goiás, Dirceu Borges, essa iniciativa pode mudar a forma como são gerados indicadores econômicos e de produção no meio agro, pois há um comprometimento do técnico, do produtor rural e das instituições que representam os produtores rurais.

Controle do estoque na palma da mão

Saber quanto produto havia no estoque da fazenda era uma dificuldade para a produtora Paula Barcelos. Agora, o controle é feito pelo aplicativo, direto do celular, a qualquer momento e de qualquer lugar. A gente tinha um problema seríssimo de estoque na fazenda, nós só imaginávamos o que tinha disponível. Hoje, com o Aegro, eu confronto o que fizeram e o quanto foi gasto. Esse acompanhamento me gerou muita economia , diz a produtora de soja, milho e tomate de Silvânia.

Economia de recursos, mas também de tempo para a agricultora. Toda a gestão da fazenda, até setembro do ano passado, era feita em planilhas no computador e a mesma informação precisava ser lançada em dois ou três documentos diferentes. Só ao final da safra, os dados eram cruzados. Antes lançava duas, três vezes a mesma informação. Hoje faço isso uma vez só e consigo ver os resultados antes da safra terminar, já sabendo o quanto gastei em quê , afirma Paula.

Rapidez e segurança nas informações

De todas as funcionalidades do software agro, a parte de gestão financeira é uma das mais utilizadas e elogiadas pelos produtores goianos. Destaque para a importação das notas fiscais diretamente para o sistema. Os produtores hoje conseguem pegar a nota fiscal eletrônica (arquivo XML) de sua compra na revenda – ou de qualquer outro lugar – e importar para o Aegro . Dessa forma, todos os custos são importados de forma automática e em alguns cliques. Isso garante um padrão nacional de escrituração fiscal e traz mais segurança e eficiência na fiscalização.

O aplicativo para gestão da fazenda pode ser testado gratuitamente. As versões para Android e para iOS são gratuitas. Para saber mais sobre o Aegro acesse: www.aegro.com.br.

Crédito:https://www.terra.com.br

Comunicação Sistema Faeg/Senar

Por: Comunicação Sistema Faeg/Senar

Fonte : CNA