Gisele Loeblein: decisão sobre frigorífico está nas mãos da Marfrig

Empresa finaliza resposta às propostas para a manutenção plena das atividades da unidade em Alegrete

30/10/2014 | 22h24

Dentro da projeção estabelecida de chegar a um consenso ainda em outubro, a Marfrig finalizava nesta quinta-feira resposta às propostas apresentadas pela mesa de negociação coordenada pelo governo estadual para a manutenção plena das atividades do frigorífico no Rio Grande do Sul.

– Na esfera política, já se encerrou a negociação. Agora é mais a parte técnica – afirma uma fonte da empresa.

Leia todas as últimas notícias de Zero Hora

Muita coisa foi debatida, envolvendo diferentes aspectos e setores ligados à indústria.

Foi desde a oferta de gado até a questão trabalhista.

A Marfrig apresentou sua lista de sugestões – de curto, médio e longo prazos – e o governo fez as concessões que julgou pertinentes e possíveis neste momento.

Na iminência da suspensão das atividades na unidade de Alegrete, onde trabalham 680 funcionários, questões mais estruturais e antigos pedidos acabaram sendo retomados.

Nesta semana, os trabalhadores não aceitaram proposta de flexibilização de horas, de banco de horas e de pagamento pelo tempo destinado à troca de uniforme.

– Não acredito que essas questões sejam determinantes para o fechamento da unidade – avalia Marcos Rosse, presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Alegrete.

Desses três pontos, o único em que os trabalhadores consideram avaliar é o da chamada troca de uniforme.

A verdade é que, a partir de agora, cabe única e exclusivamente à Marfrig bater o martelo sobre o que irá fazer.

É uma decisão empresarial, que passa pelas operações centrais e envolve ainda fatores de mercado, que não dependem das negociações feitas.

A diretoria da empresa só deve se reunir a partir de 10 novembro, já que um dos executivos estará em viagem na próxima semana. Mas o veredito não deve passar do mês de novembro.

Fonte: Zero Hora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.