GESTÃO 2019-2021 – Justiça Federal do RS dá boas-vindas a seus novos dirigentes

Os novos dirigentes da Justiça Federal do Rio Grande do Sul (JFRS) tomaram posse na tarde de hoje (4/7) em solenidade realizada no auditório do edifício-sede da Subseção Judiciária de Porto Alegre. Os juízes federais Paulo Paim da Silva e Fernando Zandoná assumiram os cargos de diretor e vice-diretor do Foro da Seção Judiciária do RS (SJRS), respectivamente, para o biênio 2019-2021. A cerimônia foi presidida pelo presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), desembargador federal Victor Luiz dos Santos Laus e contou com a presença da corregedora-regional da 4ª Região, desembargadora federal Luciane Amaral Corrêa Münch.

Concluindo seu mandato, a juíza federal Daniela Tocchetto Cavalheiro destacou os projetos Futuridade, Portas para o Futuro e InovaTchê, que iniciaram em sua gestão e deixaram uma marca em seu coração. O primeiro, voltado a elaborar e implantar ações sustentáveis na instituição, composto por servidores de diversas áreas foi, segundo ela, “a adoção na prática da horizontalização de decisões, criando uma espécie de efeito ‘ganha-ganha’, onde ganham os servidores envolvidos e ganha o gestor ao tomar decisões amparadas pelo coletivo”.

A magistrada ressaltou Portas para o Futuro como instrumento de mudança social ao oportunizar experiência profissional aos jovens oriundos de casas de acolhimento. “Esse projeto muito me honra e tenho orgulho ter sido uma das responsáveis por tê-lo trazido para a Justiça Federal”, afirmou. Ela também mencionou o InovaTchê, que está colocando a JFRS no mapa da inovação nacional.

Na sequência, o novo diretor do Foro agradeceu ao presidente pela confiança ao escolhê-lo para esta missão, que é importante para dar continuidade ao trabalho realizado pelos gestores anteriores e é feito em conjunto e harmonia com as outras subseções e sob a coordenação do TRF4. “Temos um grande desafio que é a restrição orçamentária, principalmente a partir do ano que vem. Temos que enfrentar este cenário com criatividade e novas ideais”, pontuou.

O magistrado mencionou que a área administrativa tem a função de dar suporte para a atividade jurídica, mas ele sublinhou que, por trás de tudo isso, são pessoas, servidores e juízes, prestando serviço para outras pessoas. “Temos que dar um bom ambiente, acolhedor, para quem vem aqui trabalhar e para quem vem buscar uma resposta jurisdicional”, declarou. Para ele, é cuidando das pessoas que procuram a instituição que “mantemos o grau de eficiência e a boa aprovação alcançados pela Justiça Federal ao longo do tempo”. 

Encerrando a solenidade, o presidente do TRF4 evidenciou que aquele ato marca a sucessão de dois magistrados empenhados em realizar o seu trabalho. “Tanto Daniela quanto Paulo são profissionais que amam o que fazem, assim como Fernando. Isso é o que importa, você sentir prazer naquilo que você faz. Na Justiça Federal, saibam os senhores que nos visitam, nos amamos o que nós fazemos e procuramos fazer sempre o melhor. Esse é um objetivo perseguido por todos que integram a Justiça Federal e pelos nossos parceiros institucionais”, afirmou.

Laus fez questão de destacar que os três estados que compõem a 4ª Região são muito semelhantes e têm algo em comum. “A excelência do que fazem, ou seja, a população paranaense, a população catarinense e a população gaúcha amam o que fazem, isso se reflete nos quadros do serviço público. A Justiça Federal é um exemplo, ou seja, os servidores vestem a camisa. A prova disso é a sucessão da dra. Daniela para o dr. Paim sem traumas, com projetos vencedores que terão continuidade, porque é assim que se constrói instituições, é assim que leva adiante um país”, concluiu. Aos novos dirigentes, desejou sucesso na missão recém assumida.

Estiveram presentes a presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, desembargadora Vânia Cunha Mattos; o procurador-chefe regional da Procuradoria Regional da República na 4ª Região, procurador Carlos Augusto da Silva Cazarré; o diretor do Foro Central de Porto Alegre, juiz de direito Amadeo Henrique Butelli; a advogada Regina Guimarães, representando a presidência da Ordem dos Advogados do Brasil; o general de Brigada Valério Lange, representando o Comando Militar do Sul; a presidente da Associação dos Juízes Federais do RS, juíza federal Rafaela Santos Martins da Rosa; a promotora da Infância e Juventude de Porto Alegre Cinara Dutra Braga, representando o Ministério Público Estadual; a diretora do Foro da Seção Judiciária de Santa Catarina, juíza federal Cláudia Dadico; o diretor do Foro da Seção Judiciária do Paraná eleito para o biênio 2019/2021, juiz federal Rodrigo Kravetz; a procuradora-chefe da Procuradoria da República no RS, procuradora Patrícia Maria Nuñez Weber; entre outras autoridades.

Também participaram da solenidades os desembargadores federais do TRF4 Ricardo Teixeira do Valle Pereira, Leandro Paulsen, Cândido Alfredo Silva Leal Júnior, Salise Monteiro Sanchotene, Marga Inge Barth Tessler, Vivian Josete Pantaleão Caminha e João Batista Pinto Silveira.

A Seção Judiciária do Rio Grande do Sul

A SJRS conta, atualmente, com 82 varas federais, distribuídos em 25 cidades-sede, além de cinco turmas recursais dos Juizados Especiais Federais (JEFs) sediadas em Porto Alegre. A instituição está presente, ainda, em outros 16 municípios, onde instalou unidades avançadas de atendimento.  Ao todo, são 167 magistrados e mais de 1700 servidores em atuação. Atualmente, mais de 425 mil processos tramitam na instituição (dados de junho/2019).

Fonte: Comunicação Social / JFRS

Presidente do TRF4 sublinhou a excelência no serviço realizado na Justiça Federal

Presidente do TRF4 sublinhou a excelência no serviço realizado na Justiça Federal

Fonte : TRF4

Compartilhe!