Gaseificação de carvão

JONATHAN HECKLER/JC
Luiz Antonio Antoniazzi, presidente da Cientec

Luiz Antonio Antoniazzi, presidente da Cientec

Quando noticiamos, na semana passada, que a Companhia Riograndense de Mineração (CRM) quer que sejam feitas pesquisas sobre gaseificação do carvão de Candiota, provocamos a Cientec, que há muitos anos se dedica a tais pesquisas. O presidente da Fundação de Ciência e Tecnologia, Luiz Antonio Antoniazzi, respondeu que as pesquisas em gaseificação e combustão de carvão mineral e biomassa, em leito fluidizado, vêm desde 1975, e que a fundação detém tecnologias de gaseificação em leito fluidizado sob condição atmosférica e pressurizada a 15 atm, para geração de gás combustível (processos Civogás e Cigás), tecnologia transferida para a indústria cerâmica. Atualmente, desenvolve pesquisa de gaseificação de carvão mineral para obtenção de gás de síntese (syngas), matéria-prima para a indústria carboquímica. Em combustão de carvão mineral, realiza pesquisa para o desenvolvimento da tecnologia de oxicombustão, com objetivo de reduzir emissões de CO2, minimizando o efeito estufa. “Detemos, também, tecnologias para aproveitamento das cinzas provenientes desses processos, que são transformadas em materiais para construção civil e pavimentação (produtos Cipecal, Cicasol e Cincal).” É um belo e importante trabalho, sem dúvida, mas faltou informar o quanto toda essa tecnologia amplia a utilização das imensas reservas gaúchas de carvão mineral, que é o que interessa à CRM.

Sud Metal

O superintendente regional de Trabalho e Emprego no Rio Grande do Sul, Flávio Pércio Zacher, fará nova reunião hoje em busca de uma solução para os 1.200 empregados da Sud Metal de Gravataí, São Leopoldo e Estância Velha, que estão com os salários atrasados, Fundo de Garantia sem pagamento e férias vencidas. Na sexta-feira, cerca de 300 funcionários fizeram uma manifestação diante da Delegacia Regional do Trabalho, em Porto Alegre. Está sendo feito pedido de auxílio também ao governo do Estado, através do Banrisul, para evitar o fechamento da fábrica. O movimento é liderado pelo diretor do Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí, Valcir Ascari, o Quebra-Molas. Os funcionários não estão trabalhando desde o dia 5 de janeiro.

Gramado

Iniciadas as obras do hotel de 165 apartamentos que funcionará na esquina da rua João Petry com a rua Ângelo Bisol, no centro de Gramado. O empreendimento é da empresa Colina S/A, que reúne investidores da região, e deverá ser inaugurado no segundo semestre de 2016. A bandeira ainda não foi definida.

Mais perda

A Vinícola Almadén, de Santana do Livramento, hoje pertencente ao Miolo Wine Group, anunciou que vai retirar da cidade, mais uma vez, a unidade de engarrafamento, gerando desemprego e perda de ICMS no município. O diretor Adriano Miolo informou que o setor será levado para Bento Gonçalves. Antes da vinícola ter sido comprada pela Miolo, em 2009, mudança semelhante foi feita e a empresa, que tinha então 800 empregados, caiu para menos de 100. Agora, o grupo vem demitindo, inclusive, executivos, como Afrânio de Moraes, até um mês diretor da unidade, e Elenice Pazzeto, do RH. A Almadén está em Livramento há 37 anos.

Prêmio

Dayane Amaral Cipriano foi a ganhadora do Fiat Grand Siena sorteado pelo Rua da Praia Shopping entre quem fez compras no Natal. A lista com os nomes dos ganhadores está no site www.ruadapraiashopping.com.br.

Veículos

Se continuar no atual ritmo de crescimento o número de veículos nas ruas, em poucos anos não haverá espaço nas cidades para tantos. Foram emplacados, no Rio Grande do Sul, em 2013, 323.116 automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motos e implementos rodoviários, bem mais do que em 2012, quando foram 321.516 unidades.

Lavagem de dinheiro

A nova diretoria do Conselho Regional de Economia (Corecon-RS) – o presidente Leandro de Lemos foi reeleito – pretende procurar o Tribunal de Contas do Estado, o Tribunal de Contas da União, a Controladoria-Geral da União e as Secretarias de Fazenda do Estado e do município para realizar um debate sobre lavagem de dinheiro, por sugestão do conselheiro Alfredo Meneghetti Neto. A expressão significa práticas econômico-financeiras com finalidade de esconder a origem ilícita de determinados ativos financeiros ou bens patrimoniais. Para a vice-presidência do Corecon-RS, foi eleito Carlos Alberto da Rosa Abel.

Comida de rua

A prefeitura de São Paulo liberou a venda de comida nas ruas (antes, só era permitido cachorro-quente). Restaurantes tradicionais estão interessados na possibilidade de ampliarem seus negócios apresentando seus pratos para um público diferente. “A fórmula da ‘comida itinerante’ pode funcionar muito bem para quem souber adaptar os pratos ao gosto dos clientes nas ruas”, comentou Adri Vicente Junior, diretor da Food Service Company, empresa de planejamento, concepção e execução de empreendimentos gastronômicos. O mexicano Tordesilhas e o italiano Vito já circulam pelas ruas de São Paulo oferecendo versões de seus pratos. O francês La Casserole, a hamburgueria americana PJ Clarke’s e o brasileiro Dalva & Dito pretendem lançar “food trucks” (veículos com comida) . O bar Astor já tem o seu caminhão pronto.

Prato Feito

O maior grupo gaúcho de refeições coletivas inaugurou restaurante em Minas do Leão, na empresa Scancom. O grupo, originário de Santa Cruz do Sul, produz mais de 150 mil refeições diárias em restaurantes empresariais de mais de 130 municípios em seis estados.

Hora do sino

Ao ouvir as primeiras badaladas, a partir das 18h, a vizinhança do Kaltes Bier Pub, na rua Félix da Cunha, em Porto Alegre, sabe que chegou a hora da cerveja. Aberto há dois meses, o pub oferece cervejas nacionais e internacionais e várias alternativas de comidas, segundo o proprietário Vinicius Schnitzer Fornari.

O Dia

  • A 41ª Couromoda começará, às 10h em São Paulo, com o lançamento de 2 mil coleções, muitas delas do Rio Grande do Sul.
  • O restaurante Parrilla del Sur começará a Semana do Entrecot, até o dia 18, com desconto superior a 40% em relação aos demais dias: R$ 13,90.
  • Jornalista Lilla Rizzon passou a atender a Caracol Chocolates e os restaurantes do grupo JPLP – Mamma Mia, El Fuego, Mamma Pasta, Paradouro Lago Negro e Caracol Gourmet.
  • Começará a valer a tarifa única de ônibus entre Porto Alegre e algumas cidades da Região Metropolitana: até a Capital, R$ 3,15; entre elas, R$ 2,65.

Fonte: Jornal do Comércio | DANILO UCHA | ucha@jornaldocomercio.com.br
Painel Econômico

Coluna publicada em 13/01/2014

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *