Gaúchos negociam cota para o arroz

Na tentativa de estabelecer um política de cotas para a entrada de arroz no Brasil, o secretário da Agricultura, Luiz Fernando Mainardi, e os presidentes do Irga, Claudio Pereira, e da Federarroz, Renato Rocha, têm reunião amanhã com o ministro da Agricultura do Uruguai, Tabaré Aguerre, em Montevidéu. A comitiva gaúcha defende escalonamento de cargas. ‘Não queremos interromper a entrada do grão e, sim, organizar por meio de cotas mensais’, explica o presidente do Irga. Pela proposta, o ideal seria receber do Uruguai, Paraguai e Argentina até 850 mil t/ano divididas em dez meses, deixando de fora a época da colheita. Em 2012, o Brasil importou 1 milhão de t do Mercosul.

Na avaliação do presidente do Sindarroz, Elton Doeler, a discussão é desnecessária, já que o grão está 27,9% acima do preço mínimo (R$ 25,80). ‘Não tem sentido nenhum estabelecer cotas. O mercado hoje está trabalhando ajustado’, critica Doeler.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *