Fávaro acredita que produção de milho pode superar a de soja

O presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Carlos Fávaro, acredita que em poucos anos a produção de milho pode superar a de soja em números absolutos. Em entrevista ao Só Notícias/Agronotícias, ele aponta o crescimento da produção estadual, safra após safra, para esta expectativa. “Não tenho dúvida nenhuma que nos próximos cinco anos a produção de milho será muito maior do que a de soja”.
Fávaro aponta que para a cultura do milho há espaço para mais pesquisa e implementação de tecnologias. Isso favoreceria ainda mais a produção recorde. “Se investir dá retorno em produção e Mato Grosso tem esta vocação natural. Isso é bom para o Estado”.
No entanto, ele apenas faz uma ressalva. O milho pode passar a ter maior produção no Estado, mas em termos econômicos ainda fica muito abaixo da soja. A oleaginosa tem o preço mais robusto, além de ter alguns valores agregados, que somados aumentam ainda mais seu poder econômico diante do milho.
O presidente acredita que isso pode ser amenizado, mas, para isso, seria preciso investir fortemente em infraestrutura logística. “Como o milho é muito mais barato que a soja, o frete causa um peso muito maior na sua formação de preço. O caminhão não sabe se está transportando soja ou milho, o preço da tonelada é o mesmo e isso pesa muito. Uma logística eficiente certamente fará com que o milho seja o grande produto de Mato Grosso, em números absolutos. Com o frete mais barato, o produtor se estimula. Mas em termos econômicos, a soja segue liderando com toda a certeza”.
Dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) apontam que a área plantada de milho, no Estado, na safra 2011/12, foi de 2,5 milhões de hectares. Ao final, foram produzidos 15,5 milhões de toneladas do cereal. A produtividade média chegou a 104 sacas por hectare. Um recorde.
Em novembro, o órgão realizou levantamento sobre a expectativa da safra 2012/13 de milho. A projeção é do plantio alcançar 2,7 milhões de hectares. No entanto, a previsão de produção é de redução, sendo de 13,2 milhões de toneladas.
Já para a soja, na safra 2012/13 foram plantadas 7,8 milhões de hectares. A previsão de produção está em 24,1 milhões de toneladas. A colheita deve iniciar em janeiro do ano que vem. Na safra passada foram plantadas 7 milhões de hectares com produção total de 21,3 milhões de toneladas, segundo o Imea.

Fonte: Agronoticias | Autor: Só Notícias/Alex Fama